loja Lendo e Escrevendo: A intérprete” (Annette Hess) #Liateapagina100e...

terça-feira, 15 de outubro de 2019

A intérprete” (Annette Hess) #Liateapagina100e...


Voltei com mais uma opinião parcial através da tag #liateapagina100e..., dessa vez vou falar um pouquinho sobre o que achei do inicio de “A intérprete”, livro de estreia da autora  Annette Hess que foi publicado pela Editora Arqueiro.

Primeira frase da página 100:

Eva olhou para a mesa no canto, envolta pela fumaça de cigarros.

Do que se trata o livro?

Tendo como pano de fundo os julgamentos de Auschwitz, este sucesso internacional de Annette Hess conta uma história arrebatadora sobre uma jovem disposta a enfrentar a família e a sociedade para expor as verdades mais sombrias de sua nação.Para Eva Bruhns, a Segunda Guerra Mundial é apenas uma memória nebulosa da infância. Ao fim dos conflitos, Frankfurt estava arruinada, vítima dos bombardeios dos Aliados.Agora, em 1963, a cidade está totalmente reconstruída e Eva espera, ansiosa, pelo pedido de casamento do namorado rico, sonhando com uma vida longe dos pais e da irmã.Porém, seus planos são alterados quando o impetuoso advogado David Miller a convoca para atuar como intérprete nos julgamentos do campo de concentração de Auschwitz.À medida que se envolve com as testemunhas polonesas, Eva começa a questionar seu futuro e o silêncio da família sobre a guerra. Por que os pais se recusam a falar sobre o que aconteceu? Ela ama mesmo o namorado e será feliz como uma dona de casa?Determinada a fazer justiça, Eva se une a um time de promotores empenhado em condenar os nazistas – uma decisão que mudará o presente e o passado de seu país.

O que você está achando até agora?

Muito interessante, o livro mostra um outro ponto de vista da Guerra.


O que está achando da personagem principal?

Eva Bruhns é uma personagem que vive um pouco alheia ao que aconteceu durante a Guerra e muitas vezes retratada como inocente por causa disso, há certo medo, por parte da família e do namorado, que ela perca essa inocência se aceitar o trabalho e se ela descobrir o que realmente era feito naquele período.

Melhor quote até agora:

Escolhi um simples, mas que mostra um pouquinho do tom do livro “era como se lesse uma carta desbotada, em que não conseguia decifrar todas as palavras à primeira vista”.

Vai continuar lendo?

Leitura já finalizada e a resenha completa vocês conferem no blog Leitora Compulsiva.

Última frase da página 100:

Às vezes de noite, antes de aplicar os cremes de rosto, Edith se sentava diante do espelho e puxava a pele para trás, até ficar com rugas, como antes.

Um comentário:

  1. Oi, Pah.
    Eu adorei saber mais sobre esse livro!
    Fiquei morrendo de vontade de conhecer essa história!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...