loja Lendo e Escrevendo

segunda-feira, 9 de setembro de 2019

It: A Coisa (Stephen King) #Resenha


Durante as férias escolares de 1958, em Derry, pacata cidadezinha do Maine, Bill, Richie, Stan, Mike, Eddie, Ben e Beverly aprenderam o real sentido da amizade, do amor, da confiança e... do medo. O mais profundo e tenebroso medo. Naquele verão, eles enfrentaram pela primeira vez a Coisa, um ser sobrenatural e maligno que deixou terríveis marcas de sangue em Derry. Quase trinta anos depois, os amigos voltam a se encontrar. Uma nova onda de terror tomou a pequena cidade. Mike Hanlon, o único que permanece em Derry, dá o sinal. Precisam unir forças novamente. A Coisa volta a atacar e eles devem cumprir a promessa selada com sangue que fizeram quando crianças. Só eles têm a chave do enigma. Só eles sabem o que se esconde nas entranhas de Derry. O tempo é curto, mas somente eles podem vencer a Coisa. Em 'It - A Coisa', clássico de Stephen King em nova edição, os amigos irão até o fim, mesmo que isso signifique ultrapassar os próprios limites.


Em "It- A Coisa" conhecemos o Clube dos Otários (Bill, Ben, Bev, Eddie, Richie, Stan e Mike) que vivem na cidade de Derry e irão lutar contra IT - A Coisa ou Pennywise, um palhaço que se alimenta do medo das pessoas.

Esse é provavelmente o livro mais longo que já li, mas no geral a leitura é tão fluida e Stephen King nos envolve num plot tão intenso que fica difícil largar o livro.
 "Ouça um pouco de rock-and-roll no rádio e vá em direção a toda vida que existe com toda a coragem que você consegue reunir e toda a crença que tem."

quinta-feira, 29 de agosto de 2019

Nocturna (Maya Motayne) #Resenha


No primeiro volume de uma trilogia de fantasia inspirada na cultura latina, uma ladra capaz de mudar de aparência e um príncipe herdeiro se unem para proteger o reino de uma magia perversa.Depois de se libertar da dominação dos inglésios, o reino de Castallan não esperava passar por mais nenhuma crise. Mas Dez, o herdeiro, foi assassinado, e agora nobres e plebeus precisam aceitar que o destino do reino está nas mãos do príncipe Alfie, que passou meses fugindo de suas obrigações enquanto bebia tequila em alto-mar.De volta a Castallan, Alfie não consegue acreditar que seu irmão morreu e, tentando provar o contrário, se depara com Finn Voy. Graças a sua habilidade de assumir a aparência de qualquer pessoa, Finn está sempre usando um disfarce para se proteger dos traumas de seu passado e de qualquer um que se meter em seu caminho.Quando os destinos de Alfie e Finn se cruzam, eles acidentalmente libertam uma magia poderosa e antiga que, se não for detida, vai mergulhar o mundo em escuridão. Com o futuro de Castallan em suas mãos, o príncipe e a ladra terão de aprisionar essa magia obscura a qualquer custo, mesmo que, no caminho, precisem confrontar seus segredos mais sombrios.

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

To Love, Jason Thorn (Ella Maise) #Resenha


Jason Thorn… O amigo de infância do meu irmão.Ah, como eu era perdidamente apaixonada por aquele garoto. Ele foi o primeiro menino que me fez corar, meu primeiro crush oficial. Parece lindo até agora, certo? Aquela empolgação que borbulha dentro de você, o famoso frio na barriga que você sente pela primeira vez ─ ele era o motivo de tudo isso. Mas você só consegue viver nesse mundo de conto de fadas até eles destruírem suas esperanças e sonhos e, depois, pisarem bastante em seu coração. E, cara, ele partiu meu coraçãozinho em pedaços.Depois da destruição, ele se tornou o garoto que eu tentava ao máximo ficar longe ─ e deixe-me te dizer que era bem difícil fazer isso, já que ele dormia no quarto ao lado do meu.Quando a tragédia atingiu sua família, eles se mudaram para longe, e eu estava pronta para esquecer que ele um dia existiu.Agora, ele é um astro de cinema, aquele que faz mulheres de todas as idades gritarem histericamente e todo mundo desmaiar com o sorrisinho de covinha. Acha que isso é um sonho? Com certeza eu não acho que seja. E se eu ficar cara a cara com ele? Não, continua não sendo um sonho. Não quando não consigo nem olhar em seus olhos.E quanto a mim? Eu sou Olive, uma nova escritora. Na verdade, eu sou a autora do livro que inspirou o filme que ele está prestes a estrelar. Como se não bastasse, também sou conhecida como a sortuda que está prestes a se tornar esposa de Jason Thorn.Talvez você ainda esteja pensando que isso tudo é um sonho, certo? Não, não tem nada de sonhador nisso. Nem de perto.

segunda-feira, 19 de agosto de 2019

Dias de Despedidas (Jeff Zentner) #Resenha


"Cadê vocês? Me respondam."Essa foi a última mensagem que Carver mandou para seus melhores amigos, Mars, Eli e Blake. Logo em seguida os três sofreram um acidente de carro fatal. Agora, o garoto não consegue parar de se culpar pelo que aconteceu e, para piorar, um juiz poderoso está empenhado em abrir uma investigação criminal contra ele. Mas Carver tem alguns aliados: a namorada de Eli, sua única amiga na escola; o dr. Mendez, seu terapeuta; e a avó de Blake, que pede a sua ajuda para organizar um “dia de despedida” para compartilharem lembranças do neto. Quando as outras famílias decidem que também querem um dia de despedida, Carver não tem certeza de suas intenções. Será que eles serão capazes de ficar em paz com suas perdas? Ou esses dias de despedida só vão deixar Carver mais perto de um colapso — ou, pior, da prisão?

Gláuce (querida melhor amiga), cadê você que nunca comenta nas minhas resenhas? Cadê você que não chega? Me dá uma carona para ir para casa? Vamos viajar cedo...vê se não atrasa, já está chegando? PARA! Não quero que você comente aqui se estiver dirigindo ...larga esse celular e só digite quando estiver estacionada. Esse parágrafo aí em cima meio desconexo para você que não conhece minha melhor amiga é um pensamento recorrente na minha mente depois que li “Dias de Despedida”.

quinta-feira, 8 de agosto de 2019

[Aconteceu!] Flipop 2019


Kit distribuído à todos os leitores
A #Flipop2019 veio e passou deixando muitas memórias e experiências. Foram três dias nos quais conheci autores novos, assisti à mesas e bate-papos, reencontrei amigos e conheci pessoas talentosas que ainda irão contribuir muito para o cenário nacional da literatura.

Aprendi coisas novas nesse evento, tive contato com livros e obras diferentes das que costumo ler, e novamente aumentei significativamente minha lista de desejados.
FLIPOP é o festival de literatura pop totalmente focado nos jovens leitores. São 3 dias cheios de discussões, atividades, sessões de autógrafos e diversão.
Criado pela Editora Seguinte em 2017, o festival reúne autores e convidados de diversas editoras, tanto estrangeiros quanto nacionais, para falar sobre seus livros, encontrar os leitores e dar dicas para quem também pretende escrever sua história.

Nessa nova edição, a flipop foi realizada no Centro Cultural de São Paulo, o CCSP, ao lado do metrô Vergueiro. A nova localização proporcionou um acesso mais fácil e rápido ao evento em comparação aos locais dos anos anteriores, além disso, o CCSP possui um espaço mais amplo acomodando mais pessoas e atividades simultâneas, ao mesmo tempo, o layout do local não foi muito favorável ao Espaço Missão no qual eram realizadas algumas mesas, por ser um espaço aberto o som dispersava e se misturava com os sons vindos de fora da flipop, mas isso não impediu a realização de ótimas mesas no espaço que estava sempre bem movimentado.

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

A Batalha dos Mortos (Rodrigo de Oliveira) #Resenha


Ano 2018. À passagem de um planeta próximo da órbita da Terra, o que era para ser um dia de festa...Pessoas do mundo inteiro prepararam-se para um espetáculo astronômico mas o evento se transforma num pesadelo. Um dia após à maior aproximação do planeta, um imenso calor sobrevêm e 2/3 de todas as pessoas do mundo transformam-se em zumbis.Em São José dos Campos, um grupo cria um centro de refugiados para milhares de pessoas não infectadas. Eles reuniram condições de sobrevivência com água, alimentos e criaram uma grande fortaleza. Agora dedicam-se a encontrar outros focos de resistência e ajudar peregrinos do grande apocalipse. Eles não sabem, mas essa pode ser a maior comunidade de vivos na face da Terra.No entanto, próximo a eles, uma outra resistência - perversa e potente - também cresce. Um grande Comando do Exército é tomado por criminosos do presidio de segurança máxima de Taubaté. Eles resistiram aos zumbis, escravizaram outros humanos e, fortemente armados, se tornam uma ameaça letal à comunidade vizinha.Uma batalha está para acontecer. Um cerco para salvar vidas. E em meio a isso, inúmeras histórias de pessoas vivendo em situações-limite, muito além da sua imaginação.A série mais original sobre zumbis desde "The Walking Dead"!

Aviso que esse livro pode conter cenas gatilhos para alguns leitores. Nele há violência física e sexual.

Essa resenha pode conter spoiler do primeiro volume de As Crônicas dos Mortos, O Vale dos Mortos. Já tem resenha dele aqui no blog. Para quem não sabe, essa série de livros foi escrita pelo brasileiro Rodrigo de Oliveira.

Depois do planeta Absinto ter passado mais próximo da Terra e no mesmo momento milhões de pessoas terem se transformado em zumbis, o mundo não foi mais o mesmo de antes. Com o mundo em caos, Ivan, Estela e seus companheiros lutaram bravamente para conseguir um local seguro para viverem. Foi uma batalha árdua, mas eles lutaram muito para fazer o Condomínio Colinas, um residencial em São José dos Campos, se tornar um local sem zumbis transformando-o em um verdadeiro lar para todos que conseguiram salvar. Quantos mais pessoas vivas, menos um zumbi no mundo.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...