segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

[ATUALIZADO] RESENHA - Amante Eterno (J.R. Ward)

Sequência de Amante Sombrio, Amante Eterno é o segundo livro da série Irmandade da Adaga Negra (atualmente com 8 livros publicados no Brasil pela Universo dos Livros, e com o 10º prestes a ser publicado nos EUA).

Veja a resenha de Amante Sombrio AQUI.

Ainda em guerra contra os redutores, esse livro enfoca sua história em Rhage, que guarda dentro de si uma besta (resultado de uma maldição lançada pela Virgem Escriba e que ainda irá durar mais 91 anos aproximadamente), a mesma ameaça sair sempre que algum de seus amigos se machuca, ou ele sofre de algum tipo de frustração, nesses momentos, mesmo que ele se transforme numa besta assassina realmente eficaz contra os redutores, Rhage não distingue amigos de inimigos, tornando-se assim uma ameaça para seus companheiros de Irmandade.

É se recuperando de uma dessas transformações (que quando passam o deixam muito mal) que Rhage se encontra pela primeira vez com Mary:

"A garganta da mulher estremeceu sob a mão dele, como se estivesse engolindo.
- Meu nome é Mary. Vim com uma amiga.
Rhage perdeu o fôlego. Seu coração pulou um batimento e desacelerou.
- Repita isso." (p.71)


Mary trabalha em um escritório e também como voluntária num serviço de prevenção ao suicídio pelo telefone (uma espécie de CVV), e por conta desse trabalho conhece John Matthew (protagonista do livro 8), a quem tenta ajudar. É por intermédio dele que Mary acaba envolvida no mundo dos vampiros da irmandade, isso pois ao recebe uma visita de sua vizinha Bella (que aparece para ver como Mary está) no mesmo momento em que John está em seu jardim. Bella é uma vampira, e percebe que John está no período de pré-transição e em breve precisará de ajuda, ela informa a irmandade que manda buscar John, Bella e Mary já que o rapaz é mudo e precisará de um interprete o que Mary é capaz de fazer.

O problema é que Mary é humana, não faz parte desse mundo, e está muito doente e morrendo, o que não impede que Rhage lute para ficar com ela, aproveitando ao máximo o tempo que tem juntos, porém não contava com uma Mary muito cabeça dura.

J.R. Ward consegue fazer uma sequência envolvente e cativante para a série Irmandade da Adaga Negra, mostrnado que Rhage (no primeiro livro um sedutor nato chegando a ser chamado de Hollywood por sua incrível beleza) possui um lado apaixonado e protetor, capaz de se submeter àquilo de que mais queria se livrar para salvar quem ama. Além disso a autora, consegue no final do livro já deixa o gancho perfeito para a continuação que terá como foco Z.

A Universo dos Livros continua com o excelente trabalho de tradução do primeiro livro, a capa passou daquela brilhosa vista em Amante sombrio, para a fosca (essa ai em cima), mas nem por isso deixa de ser bonita.

Nota: 4/5
Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos os redutores. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Possuído por uma besta letal, Rhage é o membro mais perigoso da Irmandade da Adaga Negra.
Dentro da Irmandade, Rhage é o vampiro de apetites mais vorazes. É o melhor lutador, o mais rápido a reagir, baseado em seus instintos, e o amante mais voraz, porque em seu interior arde uma feroz maldição lançada pela Virgem Escriba. Possuído por esse lado sombrio, Rhage teme constantemente que o dragão dentro de si seja liberado, convertendo-o num perigo letal para todos à sua volta.
Mary Luce, uma sobrevivente de muitas adversidades, entra de maneira involuntária no universo dos vampiros, contando apenas com a proteção de Rhage. Concentrada em combater sua própria maldição, potencialmente mortal, Mary não está em busca de amor e perdeu sua fé em milagres tempos atrás. Mas quando a intensa atração animal de Rhage se transforma em algo mais emocional, ele sabe que Mary precisa ser sua e de mais ninguém. E enquanto os inimigos fecham o cerco, Mary luta desesperadamente para alcançar a vida eterna com aquele que ama…
Livro: Amante Eterno
Autora: J.R. Ward
ISBN: 978-85-7930-084-4
Formato: 15.7x23 cm
Páginas: 448

5 comentários:

  1. Amo todos os livros da Irmandade!!! São perfeitos! Recomendo... o Rhage é o Rhage..rsrsrs Lindo!
    Parabéns pela resenha!
    http://cladoslivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!
      O Rhage é o Máximo! rsrsr

      Excluir
  2. Parabéns pela resenha!!!
    Sou uma fã da Irmandade e meu amante preferido é o
    Rhage, ele é lindo, engraçado e pode ser absurdamente apaixonante!!!

    Abraço, Deborah
    http://leitorsagaz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah o Rhage!!!!!!!!! ele é TUDO de bom rs
      Abraço

      Excluir
  3. Oh Meu Deus, só meu Rei Cego mexe assim comigo e apesar de amar o Hollywood e sua estonteante beleza ele não se compara a Zsadist ele é tão cheio de ternura e selvagem que é impossível não se apaixonar...ai ai *-

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...