loja Lendo e Escrevendo: RESENHA - A Filha do pastor das árvores (Gillian Summers)

segunda-feira, 5 de março de 2012

RESENHA - A Filha do pastor das árvores (Gillian Summers)

Após ser elogiado pela crítica e sucesso de vendas, além de receber excelentes avaliações nas principais livrarias do mundo, chega ao Brasil A filha do pastor das árvores, primeiro volume da série O povo das árvores, de Gillian Summers.
Com a morte da mãe, Keelie Heartwood, uma jovem de apenas quinze anos, é forçada a deixar sua adorada Califórnia para viver com o pai nômade no Festival da Renascença de Montanha Alta, no Colorado. Lá, coisas estranhas começam a acontecer — estranhas mas familiares. Keelie percebe que algumas pessoas do festival têm orelhas pontudas, incluindo o cavaleiro mais bonito do lugar, Lorde Sean do Bosque. Quando ela começa a ver seres estranhos e a se comunicar com árvores, descobre que existe um segredo a seu respeito e percebe que seu pai lhe deve explicações.
A filha do pastor das árvores é um romance mágico e instigante que prende o leitor do começo ao fim. Após a leitura, viver na floresta em meio a um Festival da Renascença será uma ideia muito atraente. Um livro a ser devorado, independentemente da idade.



Eu sempre começo minhas resenhas praticamente contando a historia do livro e no finalzinho falo um pouco do que achei, porém essa eu resolvi começar um pouco diferente, isso porque enquanto lia o livro me deparei por varias vezes com as autoras usando o termo elfos e fadas para os mesmo personagens, e durante o livro todo eu fiquei meio assim “perai é um elfo ou uma fada?”, juro que até pensei que fosse erro de tradução, mas não é bem assim. Tá, você pode se perguntar por que eu não parei um pouco a leitura e pesquisei pra saber se era a mesma coisa. A resposta é simples: não queria pegar nenhuma informação sobre a mitologia de elfos e fadas que pudessem influenciar na leitura.

Bom, fiz minha pesquisa e elfos e fadas são a mesma coisa. Na verdade, as mulheres elfas são consideradas fadas, por isso que as autoras chamam a personagem ora de elfo ora de fada. E antes que vocês achem estranho chamar Gillian Summers de autoras, deixa eu explicar, esse nome foi criação das autoras Berta Platas e Michelle Roper, que são na verdade as responsáveis por pela trilogia “O povo das árvores”.

Resolvido esse meu pequeno problema com o fada/elfo e elfo/fada, vamos a história, o livro “A filha do pastor das árvores” é o primeiro volume da série “O povo das árvores” (que se não me engano é uma trilogia) que chega ao Brasil pela Bertrand, e é o primeiro volume assinado por Gillian Summer (estreante no Brasil).

Não diria que o livro é ótimo, mas não chega a ser ruim, o fato é que embora seja uma história por vezes cativante, a personagem principal é meio chatinha, se recusa a aceitar as coisas que presencia (tá a mãe acaba de morrer e ela é praticamente jogada pro pai com quem nunca teve contato), mas de uma hora pra outra aceita tudo numa boa, porém a trama compensa com outros personagens (o gato Knot, e o pai dela, Zeke) e em outras partes. Ou seja, é um livro BOM (nem ótimo, nem ruim).

As autoras pegaram a mitologia das fadas, elfos e seu envolvimento com a natureza e acrescentaram seus toques pessoais, dando uma cara única aos personagens que vivem no mundo atual, mas como se estivessem no tempo da Renascença, isso pois os personagens vivem todos em uma feira Renascentista, com direito a dialeto e roupas típicas para agradar aos turistas (confesso que essa é a parte engraçada do livro, já que tudo que acontece por ali é um pouco cômico, por conta das situações em que Keelie se mete).

Pra quem busca uma leitura de entretenimento, fica a dica “A filha do pastor das árvores”.

Foi o primeiro livro que li da editora Bertrand, e devo dizer que a editora fez um bom trabalho de tradução, formatação, e a capa ficou linda e com uma textura diferente (a mesma usada no livro Fallen).


Livro: A filha do pastor das árvores (O povo das árvores - Vol. 1)
Autora: Gillian Summers
Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 8528615367
Páginas: 280 
Formato: 16x23
Essa resenha faz parte do desafio Debut Author Challenge Brasil 2012.

5 comentários:

  1. Bacana. Jurava que, pela arte da capa, o livro era da Under. Mas é da Bertrand, veja só. Parabéns à editora. É o tipo de livro fantástico que gosto de ler. Vai para a fila de leitura. :)

    Beijos,

    Fátima Menezes - @fatimamd
    http://recantodecaliope.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa ficou muito bonita e tem aquela textura que usaram na série fallen...

      a editora realmente tá de parabéns

      Excluir
  2. Adorei sua resenha! Eu ganhei o livro da minha professora de português
    ela disse que amou a história e odiou a principal. Continue com suas resenhas bem
    detalhadas sobre o que você acha! Adorei ^___^

    http://travelingamongworlds.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita...

      que bom que você gostou da resenha... elas estão melhorando (as primeiras estão meio ruinzinhas, mas não deixe de dar uma olhadinha mesmo assim)

      bjos

      Excluir
  3. Pela sinopse eu imaginei que o livro seria muito interessante. O livro está na minha lista de desejos e espero trazê-lo em breve para minha estante, mas primeiro para o nook: [LINK REMOVIDO] quando o ler volto aqui para deixar a minha opinião!

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...