sexta-feira, 16 de março de 2012

RESENHA – Jogos Vorazes (Suzanne Collins)


Primeiro Volume da Trilogia “Jogos Vorazes”.

Constituída por uma suntuosa Capital cercada de 12 distritos periféricos, a nação de Panem se ergueu após a destruição dos Estados Unidos. Como represália por um levante contra a capital, a cada ano os distritos são forçados a enviar um menino e uma menina entre 12 e 18 anos para participar dos Jogos Vorazes. As regras são simples: os 24 tributos, como são chamados os jovens, são levados a uma gigantesca arena e devem lutar entre si até só restar um sobrevivente. O vitorioso, além da glória, leva grandes vantagens para o seu distrito.
Quando Katniss Everdeen, de 16 anos, decide participar dos Jogos Vorazes para poupar a irmã mais nova, causando grande comoção no país, ela sabe que essa pode ser a sua sentença de morte. Mas a jovem usa toda a sua habilidade de caça e sobrevivência ao ar livre para se manter viva. As reviravoltas do jogo e as dificuldades enfrentadas pela protagonista levam os leitores a sofrer junto com ela, enquanto descobrem um pouco sobre seu passado e seu relacionamento com Peeta Mellark, o outro tributo enviado pelo Distrito 12 para lutar nos Jogos Vorazes (Editora Rocco).


As vésperas de um dos filmes mais aguardados do ano, nada mais justo do que falar um pouco à respeito do livro que deu origem a centenas de sites, blogs, matérias de revistas (se bem que as nacionais parece que nem leram os livros)... O livro Jogos Vorazes, o primeiro da trilogia com o mesmo nome é um dos pioneiros na chamada literatura distópica, ou seja, mostra a sociedade oprimida pelo totalitarismo e autoritarismo de seus governantes.

A sinopse do livro feita pela editora rocco (essa ai de cima), mostra bem ao que se refere a história do livro, mas mesmo assim, durante a leitura nos deparamos com momentos de angústia, apreensão, e vários outros sentimentos que nos são levantados enquanto acompanhamos Katniss em sua trajetória, seja enquanto ainda estava no distrito 12, e/ou principalmente durante os jogos.

Ao contrário do que muitos dizem, não pode ser feita uma comparação entre Jogos Vorazes e Crepúsculo, pois não seria algo cabível, já que enquanto o primeiro mostra a luta pela vida, e uma protagonista forte que desde cedo faz de tudo para sobreviver, o segundo mostra um relacionamento um tanto quanto dependente por parte da protagonista feminina, com isso não quero criticar a obra de Stephenie Meyer, mas salientar que desde a constituição das protagonistas já notamos as diferenças, mesmo porque li e tenho ambas as séries e não as teria aqui comigo se não gostasse.

Suzanne Collins conseguiu criar um mundo novo e inovador, em uma leitura que envolve o leitor e o faz acompanhar a protagonista em uma espécie de Reality Show “sádico”, onde os eliminados saem mortos, e o único sobrevivente levará o mínimo “prosperidade” ao seu distrito.

Do meu ponto de vista as melhores passagens do livro estão presentes a partir do momento em que os 24 tributos são jogados à própria sorte na arena dos jogos (tudo bem que de vez em quando eles recebem uma ajudinha de fora, mas sobreviver? Isso dependerá de cada um deles).

O filme baseado no primeiro volume da série tem estreia prevista para 23 de Março de 2012.


Se você quer saber um pouco mais sobre a série, hoje no Brasil, existem vários sites voltados á ela:


Livro: JOGOS VORAZES
Autor: Suzanne Collins
Editora: Rocco
ISBN: 9788579800245
Páginas: 400
Formato: 13,7 x 20,7

 *Imagens retiradas do google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...