sábado, 14 de junho de 2014

[Resenha] Quem teme a morte (Nnedi Okorafor)

Numa terra devastada por uma hecatombe nuclear, uma jovem e misteriosa mulher com o incomum nome de Onyesonwu – que pode ser traduzido como Quem Teme a Morte – descobre que tem superpoderes e foi escolhida para salvar a humanidade. Este seria um romance distópico como qualquer outro se não transcorresse na África e sua autora não fosse a surpreendente Nnedi Okorafor, elogiada pelo prêmio Nobel nigeriano Woyle Soyinka. Fantasias, batalhas, tradições e alta tecnologia, sonhos, visões, discriminação racial e sexual, tudo se mistura numa narrativa tensa e poética que confere uma nova linguagem para os romances do gênero.

Se você procura um distopia diferente de todas as já lançadas, Quem teme a morte, pode ser uma boa pedida, mas fique avisado que o livro contêm altas doses de violência nos mais variados tipos.


O livro começa com a jovem Onyensowu de apenas 11 anos tem que lidar com a terrível verdade sobre sua concepção, ela é uma Ewu, uma filha da violência sofrida por sua mãe, por isso ambas sofrem com o preconceito dos demais, e embora seja desprezada por grande parte das pessoas ela não desiste de buscar por aceitação, de tentar arranjar um modo de mudar o que as pessoas pensam sobre ela, mesmo que seja apenas para agradar a mãe. Ela ainda está se descobrindo, mas ao contrário do que acontece com as meninas de sua idade ela tem que enfrentar muito mais, é uma personagem tão cativante quanto confusa.

Aos poucos Onyensowu, ou Quem teme a morte, vai descobrindo mais sobre si e sobre os poderes que vai desenvolvendo. Alem disso, com o passar dos anos ela também precisa lidar com as tentativas de assassinato que se tornam mais frequentes e parecem injustificadas.

O livro apresenta uma narrativa tensa e em alguns momentos mais arrastada, a impressão que tive é que a autora não poupou esforços para criar uma trama que deixa o leitor com uma sensação de angustia, mesmo depois que o livro acaba. Ela soube misturar os elementos distopicos com cenas da realidade de alguns lugares do mundo, talvez seja justamente por isso que o livro atinge em cheio o emocional de quem o lê.

Quando soube do lançamento do livro quis lê-lo justamente por apresentar uma proposta diferente das demais, essa promessa de uma distopia diferente das que temos visto foi cumprida. Entretanto, não esperava um conteúdo muito mais pesado (discriminação racial e sexual, e estupros), por isso não recomendo o livro para o publico mais jovem, fora isso o livro é bem surpreendente e a escrita da autora (que não conhecia) é boa.

Livro: Quem Teme a morte
Autora: Nnedi Okorafor
Formato: 15,6×23 cm
Páginas: 412

ISBN: 9788581301594

10 comentários:

  1. Oi Pah, tudo bem?
    Adorei sua resenha! O livro parece ser realmente muito bom pelo que li da sinopse e da sua resenha. As distopias estão em alta e muita gente está lendo. Eu ainda não tive oportunidade de ler nenhuma distopia, mas espero ler alguma em breve.

    Beijão :*

    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  2. Gostei da resenha Pah. Parece ser uma distopia bem diferente das convencionais, tanto pela história quanto pelo pano de fundo da trama. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. O livro parece ser ótimo, fiquei bastante interessada em ler!

    ResponderExcluir
  4. Gostei da resenha, mas tenho traumas com distópicos, prefiro um bom romance kkkkk. Porém se gostasse do gênero com certeza leria esse livro.

    ResponderExcluir
  5. oiii,
    Tenho muita vontade de ler esse livro. Também fiquei curiosa desde que vi anunciando o lançamento.
    Bom aviso sobre o conteúdo do livro. Eu não ligo de ler livros pesados, mas não curto histórias sobre estupros. Vou pensar duas vezes antes de pegar esse para ler, rs

    beijos
    http://meumundinhoficticio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi, Pah! Legal sua resenha! Não conhecia o livro, mas até que achei a história interessante (e que nome difícil o da moça, hein? hehe). E é bom mesmo avisar quando o conteúdo é mais pesado, assim a gente já se prepara se um dia for ler hehehe.

    beijos,
    Carla
    http://linhas--soltas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Sou apaixonada por distopias, e fiquei com muita vontade de ler esse livro, mas fiquei com medo das violências que o livro aborda, porque sou uma pessoa muito sensível, porém espero um dia conseguir lê-lo!
    Adorei sua resenha *-*

    Beijos invernode1996.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Oi Pah, eu não costumo gostar de distopias, e por isso não me interessei pelo livro quando de seu lançamento, mas lendo sua resenha, até que a premissa do livro é interessante. Vou anotar a dica e quem sabe futuramente tenha vontade de ler. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  9. Eu também estava bem curiosa sobre esse livro, mas essa é a primeira resenha que leio. E posso dizer que meu interesse só aumentou, mesmo ele tendo uma proposta um pouco diferente do que imaginei.
    Letras & Versos - Concorra a um Kindle

    ResponderExcluir
  10. Olá :) Como vai?
    Já li algumas resenhas do livro e muita gente diz que ele não é tudo que propõe por isso me desanimei um pouco. Fora que o nome da personagem é muito difícil, rs.

    http://enquantoestavalendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...