sexta-feira, 19 de setembro de 2014

[Falando sobre livros] A Culpa na Literatura

Clique na imagem para ver a fonte
Quem nunca leu um livro em que o personagem principal se sente culpado por algo? Que passas boa parte do livro tendo que lidar com aquele sentimento de culpa pela perda de algo ou alguém na história? Provavelmente, você já leu algo assim, e provavelmente o personagem despertou algum tipo de sentimento em você, seja empatia ou “raiva” pelo comportamento do personagem é certo que livros que, de certa forma, possuem a culpa como tema tocam o leitor e mexem com emocional de quem o lê.

Clique na imagem para ver sua fonte
Mas afinal, o que é a culpa? A culpa pode ser definida como um sofrimento decorrente de uma ação/erro que gerou algum tipo de prejuízo físico, emocional ou material, que surge como uma forma do próprio individuo se repreender pela perda. A culpa ou o sentimento de culpa, também pode surgir quando a pessoa faz algo que fere sua moral, que vai contra seus princípios. De modo geral, o sentimento de culpa surge quando a pessoa se sente responsável por pela ação que gerou a perda, quando se “analisa” negativamente. Bom, teoricamente falando, existem várias definições de culpa, e em algumas delas, a culpa pode ser, inclusive, benéfica para o individuo (em alguns casos, não vamos generalizar), mas que na maioria das vezes traz tantos malefícios (que da auto-estima, perda de esperança, afastamento do convívio social...) que a pessoa precisa de ajuda.
Obs.: Não busquei nesta explicação, falar se a pessoa possui ou não culpa sobre o ocorrido, mas sim como ela se sente em relação ao que aconteceu ;)

Confira agora alguns livros que apresentam personagens com sentimento de culpa:

A teoria de tudo – J.J. Johnson - RESENHA

Desde a morte terrível de sua melhor amiga Jamie, a vida de Sarah Jones tem sido… sem propósito. Sarah sempre seguiu as regras – seu pai é o superintendente da escola e ela sempre foi uma boa aluna, boa colega, e boa amiga. Mas e aí? Suas notas vão ladeira abaixo, ela e seu namorado estão terminando e se não colocar sua vida em ordem seus pais prometem tirar dela Ruby, seu cãozinho amado. Em uma última tentativa de se encontrar, Sarah acaba trabalhando para Roy, um excêntrico fazendeiro produtor de árvores de Natal e que também tenta se enquadrar nas regras e padrões de uma vida comum. Para complicar ainda mais, o irmão gêmeo de Jamie também está à procura de respostas sobre a morte da irmã. Será que a vida fará sentido novamente algum dia?
A culpa: Sarah se sente extremamente culpada pela morte da amiga, o motivo? Vocês vão ter que ler o livro rs. O fato é que a personagem lida com a perda da amiga se excluindo do convívio social, ela se torna sarcástica com tudo e com todos, e a última coisa que deseja fazer é falar sobre o que realmente aconteceu quando Jamie morreu. O sentimento de culpa é tão forte na personagem que ela altera completamente seu modo de viver.

Carta de amor aos mortos - Ava Dellaira
Tudo começa com uma tarefa para a escola: escrever uma carta para alguém que já morreu. Logo o caderno de Laurel está repleto de mensagens para Kurt Cobain, Janis Joplin, Amy Winehouse, Heath Ledger, Judy Garland, Elizabeth Bishop… apesar de ela jamais entregá-las à professora. Nessas cartas, ela analisa a história de cada uma dessas personalidades e tenta desvendar os mistérios que envolvem suas mortes. Ao mesmo tempo, conta sobre sua própria vida, como as amizades no novo colégio e seu primeiro amor: um garoto misterioso chamado Sky. Mas Laurel não pode escapar de seu passado. Só quando ela escrever a verdade sobre o que se passou com ela e com a irmã é que poderá aceitar o que aconteceu e perdoar May e a si mesma. E só quando enxergar a irmã como realmente era — encantadora e incrível, mas imperfeita como qualquer um — é que poderá seguir em frente e descobrir seu próprio caminho.
A culpa: Quando a irmã mais velha de Laurel morreu, ela era a única presente, ela contou a todos o que aconteceu naquela noite, mas o que ela nunca contou pode ser o motivo que as levou até lá. Carta de amor aos mortos é um livro diferente, ele mostra como as pessoas buscam diferentes maneiras de lidar com a culpa e com a perda, Laurel encontrou nas cartas uma maneira de extravasar seus sentimentos, de dizer tudo aquilo que ela não consegue expressar em voz alta. A culpa que a personagem sente, não se refere apenas pela morte da irmã, mas por tudo aquilo que foi dito e feito nos meses anteriores a morte dela.

As Crônicas de Nárnia – C.S. Lewis
"Dizem que Aslam está a caminho. Talvez já tenha chegado", sussurrou o Castor. Edmundo experimentou uma misteriosa sensação de horror. Pedro sentiu-se valente e vigoroso. Para Suzana, foi como se uma música deliciosa tivesse enchido o ar. E Lúcia teve aquele mesmo sentimento que nos desperta a chegada do verão. Assim, no coração da terra encantada de Nárnia, as crianças lançaram-se na mais excitante e mágica aventura que alguém já escreveu.
A culpa: Se não leu O Leão, A Feiticeira e o Guarda-Roupa pare por aqui ;)
Os três irmãos mais velhos se demonstram culpados e arrependidos em não acreditar em Lucia logo no começo do livro, mas é Edmund quem se sente mais culpado por tudo que acontece depois.

Lembre-se de Mim – Sharon Sara RESENHA
O coração de Clay LeGrand se despedaçou no dia em que Francesca, sua mulher, desapareceu sem deixar pistas. Teria sido seqüestrada? Ou fugira com um amante? Após dois anos de dúvidas e incertezas, Francesca reaparece tão misteriosamente quanto sumiu. Mas ela não se lembra de nada -nem mesmo por que tem, agora, uma estranha tatuagem no pescoço.
A Culpa: Clay sempre foi um marido dedicado, até o dia em que sua esposa desapareceu. A partir daí, Clay busca ajuda para encontrar sua esposa, mas sente-se culpado por não estar presente e saber o que de fato aconteceu.

*****

O fato é que em maior ou menor grau, é bem provável que o livro que você está lendo neste momento apresenta um personagem que se sente culpado por algo, seja por algo simples como mentir sobre algo, ou muito mais grave envolvendo a perda de alguém.

Mas o porquê de tudo isso? Simples, esse mês chega às livrarias Willow da autora Julia Hobanque, o mais novo lançamento da Editora Leya que já está em já em pré-venda!


Sete meses atrás, em uma noite chuvosa de março, os pais de Willow acabaram bebendo muito durante o jantar e pediram a ela que guiasse o carro até em casa. Por uma fatalidade, Willow perdeu o controle do veículo e seus pais morreram no acidente. Consumida pela culpa, Willow deixa para trás sua casa, amigos e escola e, enquanto tenta retomar a relação de afeto e companheirismo com o irmão mais velho, secretamente bloqueia a dor da perda cortando a si mesma. Mas quando Willow encontra Guy, um rapaz tão sensível e complexo quanto ela, mudanças intensas começam a acontecer, virando seu mundo de cabeça para baixo. Contado de modo cativante e doce, Willow é um romance inesquecível sobre a luta de uma jovem para lidar com a tragédia familiar e com o medo de se deixar viver uma linda história de amor e cumplicidade. 
A culpa: Bom, porque estragar a surpresa e falar como a personagem vai lidar com tudo que acontece? O fato é que a autora criou um livro emocionante que merece ser lido, você vai perder?


Pesquisa: AQUI, AQUI, AQUI

5 comentários:

  1. Nossa, li vários livros em que os personagens se sentem culpados por uma coisa ou outra.... E, geralmente, essa culpa sempre os impede de desfrutar da felicidade que está bem a sua frente (geralmente, dificulta pra ficar com a pessoa amada). São sempre livros bem emocionantes!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  2. Gostei do post Pah. Atualmente, no mercado literário, esse é um dos gêneros em ascensão. Alguns livros são cansativos, já outros conseguem expressar esse sentimento de autopunição de forma clara e até mesmo com um certo toque poético, como foi o caso de Cartas de Amor aos Mortos. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  3. Carta de amor aos mortos parece ser um excelente livro, quero muito ler. O lançamento da Leya também parece ser bom.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de setembro

    ResponderExcluir
  4. Olá linda, tudo bem?
    Estou passando pela primeira vez aqui em seu cantinho e tenho que dizer que adorei, principalmente a sua postagem, pois eu não sabia que tinha livros com relação ao assunto de culpa, mas eu já me senti culpada por erros que já cometi e sei que é um sentimento muito ruim, porque vc fica extremamente angustiado com o que fez sabe?! Mas graças a Deus tudo já foi resolvido na minha vida. Mas tipo, é bom a gente ler livros que falam do assunto, até porque a gente acaba aprendendo com os personagens de uma certa forma. Porque ai vemos onde não temos que errar e que não devemos fazer.
    Eu adorei sua postagem. Bastante interessante. =]

    Espero que o pessoal leia com atenção sua postagem, porque acho que também é bom refletir sobre o assunto. =]

    Se cuida linda

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi.

    Nossa existe muitos personagens que se martirizam durante as leituras por causa de seu erros.
    Mas o que seria a redenção sem os erros né?!

    Destes livros eu só conhecia o da Leya,, mas os outros me deixaram bem curiosa.

    Beijos
    www.amorliterario.com

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...