quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Li até a página 100 e... O Julgamento de Shemaya (James Kimmel Jr.)



O livro:
O Julgamento de Shemaya do autor James Kimmel Jr. publicado no Brasil pela Editora Leya.

Primeira frase da página 100:
“Houve poucas vezes na vida de Toby Bowles em que ele deixou de sentir a dor do abandono do pai. Mas Sheila se tornou beneficiaria de seu relacionamento rompido, recebendo o amor que Toby teria
dado ao pai....”

Do que se trata o livro?

A advogada Brek Cuttler está morta. E agora terá de enfrentar o maior julgamento de sua vida...
A jovem advogada Brek Cuttler está sentada sozinha no banco de madeira de uma estação de trem deserta. Não se lembra como chegou lá, muito menos qual é o destino final de sua viagem. Em pouco tempo, Brek descobrirá que, na verdade, está morta...
E isso provocará mais perguntas que respostas: o que provocou sua morte? Como aceitar a irrevogabilidade da morte que representa o afastamento de sua família e de todas as pessoas que ama? Pode a justiça divina apresentar tantas incongruências quanto as leis humanas? Mais do que isso, ela descobrirá que foi escolhida para integrar o seleto e talentoso grupo de advogados defensores das almas durante o Julgamento Final, onde se determina se o réu passará o restante da eternidade no céu ou no inferno.
Porém, antes de seguir em frente e advogar a favor das almas, Brek deve se preparar para enfrentar a terrível verdade sobre sua morte e aceitar as relações que traçaram seu destino na Terra e que serão reveladas durante o primeiro caso que enfrentará no pós-vida...


O que está achando até agora?
O livro é bem interessante, aos poucos vamos descobrindo junto com Brek essa nova realidade e como as coisas funcionam por lá. Entretanto, o ritmo do livro é mais lendo que o usual, imaginem que vocês precisam reaprender seus modo de vida, e que cada novo dia é uma nova descoberta onde as coisas acontecem aos poucos, esse é o “plano de fundo” de O Julgamento de Shemaya até agora.

O que está achando da personagem principal?
A personagem pode ser comparada a uma criança que está descobrindo o mundo, no livro ela relata como foi sua chegada à Shemaya e as coisas que foi “vivenciando” na estação, suas sensações, descobertas e receios. De certa forma, não é possível ter uma ideia muito concreta da personagem, pois ela ainda está descobrindo o que está acontecendo/aconteceu com ela.

Melhor quote até agora:
“Dizem que o primeiro estágio do pesar é a negação, mecanismo essencial de subsistência que protege os que sobrevivem à enormidade da perda que acabaram de sofre e que os possibilita seguir em frente. Isso não é menos verdade sobre os mortos, pesarosos por eles mesmos e por aqueles que deixaram para trás. Bisa e Luas queriam que eu aceitasse, mas eu estava disposta a fazer mais que apenas alegrá-los e aguardar minha hora, até que eu estivesse curada de qualquer que fosse a doença que havia tomado controle de minha mente”. p. 55

Vai continuar lendo?
Sim, o livro é bem intrigante e estou curiosa para saber o que irá acontecer.

Última frase da página:
“– Não – eu cedi. – Mas somente seus pecados foram apresentados”.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...