terça-feira, 13 de janeiro de 2015

[Resenha] O duque e eu (Julia Quinn)

Primeiro volume da série Os Bridgertons

Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo.Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta.Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida. 
Meu primeiro contato com essa série foi em um evento sobre romances de época, não me lembro muito bem quando foi, mas foi assim que a série começou a ser relançada no Brasil (há uma edição de banca deste livro). Lembro que o livro foi apresentando BEM superficialmente e o foco acabou em outros livros, mas acabei me encantado pela sinopse e comprei o livro, não poderia ter feito melhor decisão, Julia Quinn escreveu um romance de época encantador que arrebata quem o lê.

Você deve (ou não) estar se perguntado o motivo de tanta demora para a postagem dessa resenha, afinal comecei a série já faz algum tempo, o motivo na verdade é bem simples, assim que terminei o livro corri para ler o segundo que estava sendo lançado, e acabei emendando um livro no outro, acaba ficando um pouco difícil falar de apenas um livro (que você gostou tanto) e deixar claro o motivo do por quê você quer que outras pessoas também o leiam, MAS por causa do #JuliaQuinnDay fiz uma releitura e trago agora para vocês minhas impressões do livro.

Simon Basset, o atual duque de Hastings, não teve uma infância fácil, maltratado pelo pai que sempre desejou um herdeiro perfeito, Simon acabou crescendo com uma rixa contra seu pai que continua mesmo após a morte dele, mesmo assim, ele é o tipo de personagem encantador, determinado (na maior parte de o tempo) e que sabe o que quer, e ele quer Daphne Bridgerton, mesmo sabendo que ele não pode dar aquilo que ela mais deseja na vida.

Daphne Bridgerton, por outro lado é o tipo perfeito de mocinha de um romance de época (pode até parecer clichê em determinados momentos, mas acaba tão bem desenvolvida que isso pode passar batido pelos leitores), ela está em sua segunda temporada em Londres, e a busca por um marido seria bem mais fácil se sua mãe Violet não se esforçasse tanto para casar todos seus filhos, por isso é um pouco difícil falar da personagem sem mencionar seus 7 irmãos e irmãs (mas não vamos estragar a diversão, por isso leiam o livro). Ela cresceu em uma família grande (dã) e muito afetuosa, na qual qualquer um deles daria a vida por ela.

O relacionamento de ambos começa de forma simples, ele se dispõe a corteja-la e assim atrair mais pretendentes para a moça, e com isso ele se livraria das mães que querem desesperadamente casar as filhas solteiras e debutantes, e por mais que essa proposta possa parecer batida, Julia Quinn desenvolve a narrativa de tal forma que o leitor (pelo menos essa daqui) se pega torcendo pelos personagens que são descritos com tanta convicção que até parecem reais.

A parte divertida do livro fica por conta das publicações de Lady Whistledown, uma pessoa misteriosa que se encarrega de divulgar as melhores fofocas da alta sociedade londrina. Além disso, também nos divertimos com algumas passagens no cotidiano da família, pois imaginem: se hoje em dia pode ser constrangedor uma conversa sobre sexo com os pais, imaginem naquela época quando a internet nem era pensada?!

Por fim, RECOMENDO muito a leitura desta série para vocês, se ainda não leram, não percam tempo, se já leram, que tal ler novamente?!
Livro: O Duque e eu
Autora: Julia Quinn
SBN: 9788580411461
Ano: 2013
Páginas: 288

Editora: Arqueiro

2 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Pah! Estou ansiosa para ler O Duque e Eu e O Visconde que me Amava! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Estou louca pra ler esse livro,ainda meis depois que li esta resenha que fiquei mais ansiosa para ler ,parabéns sou resenha ficou show.bjss

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...