segunda-feira, 6 de abril de 2015

II Semana Passarinha de conscientização do autismo



No último dia dois de Abril foi o dia Mundial da Conscientização do Autismo, uma data extremamente importante para informar as pessoas sobre essa doença que afeta uma em cada 68 crianças segundo o CDC dos EUA1, mas que muita gente desconhece.

Segundo o DSM-5 (um manual de saúde mental), todos os problemas/distúrbios relacionados ao autismo passaram a ser enquadrados em uma única categoria o TEA (Transtornos do Espectro Autista)2.

O TEA, segundo o Doutor Dráuzio Varela3, possui três características marcantes: a incapacidade de interagir socialmente, dificuldade no domínio da linguagem e comunicação, e pelo seu padrão de comportamento restritivo e repetitivo, sendo que o grau de comprometimento é que irá determinar qual dos distúrbios enquadrados no TEA é o que a criança possui.

O diagnóstico é feito clinicamente, e infelizmente em alguns casos demora para ser realizado, não sei dizer se é pelo pouco conhecimento que as pessoas têm ou se pela má formação de alguns médicos. Entretanto, é importante salientar que quanto mais cedo o diagnóstico for feito corretamente, mais cedo se inicia o tratamento, porém o autismo é uma doença crônica que não tem cura3, mas que pode ser tratado individualmente seguindo as necessidades de cada paciente1,3.

Na literatura temos alguns autores que se aventuraram a escrever sobre o assunto, um exemplo, é a autora Kathryn Erskine, que escreveu o tocante livro intitulado Passarinha, que em 2013 foi lançado pela Editora Valentina. A autora escreveu o livro por causa de sua filha.


No mundo de Caitlin tudo é preto ou branco. As coisas são boas ou más. Qualquer coisa no meio do caminho é confuso. Essa é a máxima que o irmão mais velho de Caitlin sempre repetiu. Mas agora Devon está morto e o pai não está ajudando em nada. Caitlin quer acabar com isso, mas como uma menina de onze anos de idade, com síndrome de Asperger ela não sabe como. Quando ela lê a definição de encerramento ela percebe que é o que ela precisa. Em sua busca por ele, Caitlin descobre que nem tudo é preto ou branco, o mundo está cheio de cores, confuso e bonito.


Saiba mais sobre a experiência da autora:



Fontes:

Um comentário:

  1. Essa campanha da Valentina é tão bacana, tomara que pegue logo de vez. rs :)

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...