loja Lendo e Escrevendo: Abrigo Nuclear #Tag

terça-feira, 5 de maio de 2015

Abrigo Nuclear #Tag

Imagine que uma grande catástrofe vai se abater em breve sobre o planeta Terra e você tem a oportunidade de se esconder em um abrigo nuclear! Cada pessoa que vai parar nesse lugar tem direito a levar apenas 10 livros para compor a biblioteca.

Criação: LiteratourTV.

Um clássico que precisa ser lido.
A chegada de um jovem solteiro e rico à vila de Longbourn causa um grande alvoroço na família Bennet, cujas cinco filhas – a bela Jane, a sensata Elizabeth, a culta Mary, a imatura Kitty e a desvairada Lydia – foram criadas com um único propósito na vida: encontrar um bom marido. Orgulho e preconceito, livro que a própria autora considerava “seu filho mais querido”, foi publicado originalmente em 1813, e atravessou os séculos dotado de uma assombrosa vitalidade. Além de uma das mais comoventes histórias de amor já escritas, é uma brilhante comédia de costumes e um estudo profundo da sociedade de seu tempo. A plena compreensão do mundo feminino e o domínio da forma e da ironia fizeram de Jane Austen uma das mais notáveis e influentes romancistas de sua época.
Motivo: O mundo que conhecia acabou, mas nem por isso vamos parar de suspirar pelas obras de Jane Austen, quem é que nunca desejou, nem por parcos segundos, um Mr. Darcy. O único problema é: qual edição?

Um livro que está na sua fila de espera há tempos
Na costa da Carolina do Norte, o jovem jornalista Reuben Golding prepara uma reportagem sobre a enorme propriedade do desaparecido Felix Nideck e acaba se envolvendo com a herdeira Marchent Nideck. Após algumas horas na mansão, porém, Reuben é atacado por uma criatura que o transforma em um lobisomem. Depois de tornar-se um tipo controvertido de herói na cidade, por ajudar quem está em apuros, Reuben precisa esconder-se da polícia, dos médicos e até da própria família, e aprender a lidar com suas novas habilidades. Primeiro livro da nova série da consagrada Anne Rice, A dádiva do lobo foi elogiado na imprensa americana.
Motivo: Há algum tempo passei a me interessar por livros que contêm mais cenas de ação e que são mais ágeis, e por mais que adore os livros da Anne Rice, ela tem o costume de detalhar as cenas, e às vezes (ou na maioria das vezes) o ritmo do livro me irrita um pouco, por isso o receio em começar este livro.

Que tem um ótimo elenco de personagens.
Um desconhecido persegue Lestat, em vários lugares do mundo - Veneza, Hong Kong, Miami, Londres e Paris - ele lhe propõe a troca de seu corpo com o do vampiro. É a oportunidade de Lestat, sentir as sensações de um mortal. É a chance de Raglan James, experimentar os poderes de um imortal. Esta é uma história contemporânea, passada no final dos anos 80, inclusive no Rio de Janeiro. Depois de alcançar o sucesso durante sua curta carreira de cantor de rock, Lestat, se enfronha no candomblé e espiritismo, pelas mãos de David Talbot, um amigo mortal que recusa sua oferta de sangue negro. Torturado por seu amor, suas dúvidas e sua solidão secular, Lestat, sonha ser humano outra vez. Ver o sol, beber e comer como qualquer outra pessoa.
Motivo: Posso resumir em uma única palavra? Lestat. Sim, sei que o tópico envolve o elenco de personagens, mas Lestat consegue, sozinho, levantar diversos questionamentos neste livro.


Que não sai da sua mesa de cabeceira
O Senhor dos Anéis é um romance de fantasia criado pelo escritor, professor e filólogo britânico J.R.R. Tolkien. A história começa como sequência de um livro anterior de Tolkien, O Hobbit (The Hobbit), e logo se desenvolve numa história muito maior. Foi escrito entre 1937 e 1949, com muitas partes criadas durante a Segunda Guerra Mundial.
Motivo: primeiro quero dizer que ainda bem que existe o volume único.... já pensou poder levar apenas um dos livros da trilogia??? Ei, ninguém colocou limite de páginas nos livros que poderia levar, só disseram que eram 10 ;)
Quem nunca assistiu a um filme e se encantou tanto ao ponto de correr para as livrarias e ler compulsivamente os livros da série? Quando li A sociedade do Anel, me encantei com o mundo criado por Tolkien, com todas as diferenças que encontrei, com o conteúdo muito mais profundo e complexo que possuía em relação ao filme, depois disso os demais livros da trilogia acabaram muito rápido.


Que te provocou reações físicas
John e Jenny eram jovens, apaixonados e estavam começando a sua vida juntos, sem grandes preocupações, até ao momento em que levaram para casa Marley, "um bola de pêlo amarelo em forma de cachorro", que, rapidamente, se transformou num labrador enorme e encorpado de 43 quilos.
Era um cão como não havia outro nas redondezas: arrombava portas, esgadanhava paredes, babava nas visitas, comia roupa do varal alheio e abocanhava tudo a que pudesse. De nada lhe valeram os tranqüilizantes receitados pelo veterinário, nem a "escola de boas maneiras", de onde, aliás, foi expulso. Mas, acima de tudo, Marley tinha um coração puro e a sua lealdade era incondicional. Imperdível.
Motivo: Marley e Eu pode parecer uma simples história de um homem e seu cachorro, mas é o tipo de livro que permite diversas reações ao leitor, desde o “ah! Que fofo” até as lágrimas com seus final tocante.

Que te ganhou pelo título
Uma compilação de fábulas, contos e poemas que ressaltam as qualidades do homem, como coragem, benevolência e honestidade, estimulam a prática do bem e mostram a importância de valores como a gentileza e a bondade. Todas as histórias encerram um conteúdo moral e edificante e se preocupam com a formação da criança, através do exemplo da conduta dos adultos no dia a dia, da prática dos bons hábitos e de regras do bom convívio.
O livro reúne histórias originárias das mais diversas tradições literárias da humanidade, que há tempos fascinam crianças do mundo todo. Trata-se de um seleção de contos e poemas que vêm atravessando séculos e perdurando na memória literária de diferentes povos, devido ao encanto das situações narradas, e principalmente à sabedoria que as histórias encerram.
Motivo: li o livro quando tinha uns 7/8 anos e na época escolhi ele por ser fofo e pelo titulo que falava de crianças... Um dos mais antigos na minha estante e também o primeiro que li sem nenhuma ajuda (pelo que me lembro rs). Além disso, o livro apresenta ótimas histórias para as crianças.

Te fez pensar sobre ele por vários dias
A Vez da minha vida: Certo dia, quando Lucy Silchester volta do trabalho, há um envelope de ouro no tapete. E um convite dentro dele para se encontrar com a Vida. Sua vida. Pode soar peculiar, mas Lucy leu sobre isso em uma revista. De qualquer forma, ela não pode ir ao encontro: está muito ocupada desprezando seu emprego, fugindo de seus amigos e evitando sua família. Mas a vida de Lucy não é o que parece. Algumas das escolhas que fez — e histórias que contou — também não são o que parecem. Desde o momento em que ela conhece o homem que se apresenta como sua vida, suas meias-verdades são reveladas totalmente — a não ser que ela aprenda a dizer a verdade sobre o que realmente importa. Lucy Silchester tem um compromisso com sua vida — e ela terá de cumpri-lo.
A Teoria de Tudo: Mesmo que todo mundo pense que você tenha superado um problema não significa que isso, na realidade, já aconteceu. Ano passado, Jamie, a melhor amiga de Sarah, morreu devido a um terrível acidente. Naquela ocasião todos se entristeceram; agora consideram que é melhor Sarah esquecer o que se passou e seguir em frente. Mas Sarah não segue em frente porque não consegue deixar de reviver o que aconteceu. Ainda se debate com o sentimento de culpa. Questiona o sentido da vida. E sente falta da melhor amiga. Suas notas estão despencando, os relacionamentos se desfazendo e seu jeito normal de se expressar agora tem um tom sarcástico.
Num último esforço de resolver a situação, Sarah torna-se amiga do irmão gêmeo de Jamie, Emmett, talvez a única pessoa que a compreende. Quando começa a trabalhar para um sujeito excêntrico, Sarah afinal passa a entender quais são os cabos que nos conectam, a perceber o benefício de dar às pessoas uma chance, e o poder do amor.
Motivo: Posso levar dois? Ou que tal “colocar” os livros para que pareça um só? Ambos apresentam situações extremamente diferentes que fazem o leitor refletir e repensar muitas atitudes do dia-a-dia.

Que você acha que todo mundo iria gostar
Viagens ao fim do mundo, criaturas fantásticas e batalhas épicas entre o bem e o mal. Este livro apresenta as sete crônicas de Nárnia integralmente, num único volume. Os livros são apresentados de acordo com a ordem de preferência do autor, cada capítulo com uma ilustração do artista Pauline Baynes. 'As crônicas de Nárnia' apresenta aventuras, personagens e fatos que falam aos leitores de todas as idades.
Motivo: Algumas crônicas são ótimas, levam o leitor mais experiente a refletir, e é diversão certa para os mais novos.

Leu por obrigação e ainda assim gostou
Bassânio, um nobre porém pobre veneziano, pede a seu amigo Antônio, um rico mercador, que lhe empreste 3 mil ducados, para que possa cortejar a rica herdeira Pórcia. Antônio tem todo seu dinheiro aplicado em navios que estão no exterior, por isso pede um empréstimo a Shylock, um judeu agiota.
No entanto, Shylock aceita sob uma condição: caso não receba o valor de volta no dia combinado, Antônio terá de pagar com uma libra da sua própria carne.
Está armada a confusão nesta que é uma das peças mais famosas do escritor.
Motivo: O motivo é bem simples, o livro é ótimo e um dos poucos que gostei entre tantos que li por obrigação no colégio.

Amou ganhar de presente.
Esta não é simplesmente uma adaptação para os quadrinhos de Entrevista com o Vampiro, best-seller de Anne Rice que virou filme em 1994. Meticulosamente ilustrado por Ashley Marie Witter, a versão em graphic novel do livro de estreia da rainha dos vampiros reconta a história sob um ponto de vista inédito: o da vampira criança Cláudia, a imortal de 6 anos de idade, órfã e assassina, vítima e monstro, representada por Kirsten Dunst na versão cinematográfica. As ilustrações em tons de sépia retratam fielmente os personagens andróginos de Rice e ainda reforçam o clima sensual e sombrio da obra original, renovando e enriquecendo a narrativa.
Motivo: Provavelmente não teria muito tempo para escolher, por isso, nessa lista entra meu novo queridinho.

Um comentário:

  1. Oi!
    Essa tag é ótima! Não conhecia todos os livros que você citou, mas eu também acho que Nárnia deve agradar todos os leitores e que Orgulho e Preconceito precisa ser lido. Marley e eu é muito lindo!
    Bjs
    sobrelivrosesonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...