terça-feira, 7 de julho de 2015

Bruxa da Noite (Nora Roberts) #Resenha

Primeiro volume da trilogia Primos O'Dwye

Com pais indiferentes, Iona Sheehan cresceu ansiando por carinho e aceitação. Com a avó
materna, descobriu onde encontrar as duas coisas: numa terra de florestas exuberantes, lagos deslumbrantes e lendas centenárias – a Irlanda.
Mais precisamente no Condado de Mayo, onde o sangue e a magia de seus ancestrais atravessam gerações – e onde seu destino a espera. Iona chega à Irlanda sem nada além das orientações da avó, um otimismo sem fim e um talento inato para lidar com cavalos. Perto do encantador castelo onde ficará hospedada por uma semana, encontra a casa de seus primos Branna e Connor O’Dwyer, que a recebem de braços abertos em sua vida e em seu lar.Quando arruma emprego nos estábulos locais, Iona conhece o dono do lugar, Boyle McGrath. Uma mistura de caubói, pirata e cavaleiro tribal, ele reúne três de suas maiores fantasias num único pacote.Iona logo percebe que ali pode construir seu lar e ter a vida que sempre quis, mesmo que isso implique se apaixonar perdidamente pelo chefe. Mas as coisas não são tão perfeitas quanto parecem. Um antigo demônio que há muitos séculos ronda a família de Iona precisa ser derrotado.Agora parentes e amigos vão brigar uns com os outros – e uns pelos outros – para manter viva a chama da esperança e do amor.

O livro acompanha a trajetória de Sorcha - pelo menos os acontecimentos de seus últimos dias, e não, isso não é spoiler - durante o ano de 1263, e embora os primeiros capítulos que nos apresentam a nossa primeira protagonista sejam um pouco “longos” e mais demorados, eles são extremamente importantes para os acontecimentos futuros do livro.

Sorcha é uma mãe dedicada que fará o possível e o impossível para salvar seus filhos, mesmo que isso signifique passar seu legado cedo demais. É através dessa personagem que somos apresentados ao mundo de magia criado por Nora Roberts nesta trilogia, é com ela que conhecemos a batalha entre o bem e o mal que ronda a Irlanda, e infelizmente e com ela que somos apresentados à dor, crueldade e a manipulação que podem acontecer.

Posteriormente, a narrativa sofre um salto para o ano de 2013, e nele passamos a acompanhar os Primos O’Dwyer, e também temos mais contato com a parte dinâmica do livro, nesta “segunda parte” temos mais acontecimentos ao mesmo tempo em que a tensão cresce por causa da iminente batalha que ronda nossos personagens.

Iona, uma descendente de Sorcha, abandona toda a sua vida e parte rumo a Irlanda onde pretende encontrar suas raízes e descobrir mais sobre si mesma, de certa forma temos aquele velho clichê onde o personagem parte em uma viagem de autodescoberta, porém neste livro temos um desenvolvimento totalmente novo que envolve laços nunca antes imaginados por qualquer um dos personagens que acompanhamos em outras tramas.

Além disso, Iona é o tipo de protagonista que parece não ter um filtro entre o que pensa e o que fala, além disso, é uma personagem extremamente honesta e de ação, geralmente ela faz antes de parar para pensar no que está fazendo, o que para variar um pouco pode causar MUITOS problemas.

O livro nos apresenta uma mescla dos “estilos” que já encontrei nos livros da autora, temos aquela passagem mais pausada, cheia de acontecimentos, mas introdutória, ao mesmo tempo em que temos uma narrativa recheada de ação e descobertas, que deixam os personagens imersos em um clima de tensão e desenvolvimento. Fora que o final deixa aquele gostinho de quero mais, afinal este é apenas o primeiro livro de uma trilogia.

Se você gosta de um livro de romance (que não exagera na água com açúcar), mas que ao mesmo tempo é recheado de magia, este livro provavelmente vai te agradar. Porém, se você tiver problemas com o começo do livro (como eu tive), não desanime, pois após a passagem do tempo as coisas ficam bem mais interessantes.

Título Original: Dark Witch
Autora: Nora Roberts
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580413847
Páginas: 320


Postado originalmente no blog Memories of the angel AQUI

3 comentários:

  1. Oi, Pah Não sou tão fã da Nora Roberts, mas tenho muito interesse em acompanhar a trilogia Primos O'Dwyer! Já tenho o primeiro aqui na minha estante, aguardando a vez hahaha

    Beijos,Lu Blog:
    Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir
  2. Conheço a autora, achei legal vou ler....

    ResponderExcluir
  3. Olá. Gosto muito de Nora Roberts e quero muito ler essa trilogia. Adoro livros de magia e romance, na medida certa. E as capas, com esse tom de mistério, me chamou muito a atenção. Obrigada pela resenha! Abraços.

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...