domingo, 13 de março de 2016

Receitas Literárias: Quando os livros entraram na cozinha do Top Chef


Que o programa Top Chef é um programa de competição culinária muita gente já sabia, mas o que eu não sabia, pelo menos até ontem, é que eles tiveram um programa inspirado na literatura, onde os competidores tiveram que criar pratos inspirados em autores consagrados da literatura americana e/ou mundial para escapar da tão temida eliminação. Só para vocês terem uma ideia os autores usados como inspiração foram Stephen King, Edgar Allan Poe, Emily Dickinson, Nathaniel Hawthorne e Dr. Seuess.


A primeira parte do programa é um desafio relâmpago, nesse episódio, o nono da décima segunda temporada, os participantes tiveram que fazer uma linguiça/salsicha polonesa, pedido do astro de futebol americano Rob Gronkowski (confesso que não faço a menor ideia de que é o cara).... O prato ganhador foi o do Chef George Pagonis que ganhou imunidade para a segunda parte do desafio, o temido desafio eliminatório.

Fonte da imagem
Prato: Salsicha de vitela e porco, com ovo estrelado e Batata hash

Entretanto, o que interessa mesmo neste post é a segunda parte do programa, onde os chefs se inspiraram nos autores já citados no comecinho da postagem. O desafio foi proposto pelo chef Tony Maws, e teve como finalidade homenagear a obra/autor escolhidos, e os comensais deveriam observar uma história sendo contada no prato, como vocês poderão ver tem pratos muito bonitos, mas também tem uns bem estranhos.

Fonte da imagem
Prato: Sopa de cenoura com vinagrete de laranja, dente-de-leão e rabanete.
Chef: Doug Adams
Inspiração: Poema "Bring me the sunset in a cup" de Emily Dickinson

Doug Adams tentou ao máximo estrair todo o sabor das cenouras, da mesma forma que Emily Dickinson conseguia representar o mundo, seus sentimentos em um único verso. Além disso, ele montou o prato de uma forma que o pôr do sol, suas cores ficassem bem marcantes e representadas.

Fonte da imagem
Prato: Emulsão de furtos do mar, lula, mexilhões, amêijoas, robalo frito, batata roxa, e pimentão vermelho
Chef: George Pagonis
Inspiração: One Fish Two Fish Red Fish Blue Fish de Dr. Seuss (não há publicação em português).

Em uma interpretação e representação bem simples, o chef George agradou ao júri no quesito paladar, mas deixou a desejar nos demais aspectos da prova. Sorte que ele estava imune.
Fonte da imagem
Prato: Filé de boi selado, galinha grelhada, purê de pastinaca, beterraba e nori crocante
Chef: Gregory Gourdet
Inspiração: “O Corvo” de  Edgar Allan Poe

A intenção do chef Gregory foi usar o galeto grelhado para representar o corvo, já a beterraba representava o amor e o sangue da obra, e os demais ingredientes ajudariam a contar o resto da trama, infelizmente o júri e os comensais não acharam a ideia muito boa, já que não era possível identificar a obra no prato.

Fonte da imagem
Prato: Halibute dourado, caldo de cogumelos, legumes da estação, milho grelhado, aspargos e ervilhas.
Chef: Melissa King
Inspiração: O romance de Blithedale de Nathaniel Hawthorne

A obra de Nathaniel Hawthorne retrata uma comunidade em uma fazenda que deseja mudar o mundo para melhor, por isso a chef Melissa decidiu montar uma horta no prato. Além disso, o livro é bem marcado pelas estações do ano, por isso a horta representaria uma horta na primavera. O resultado foi aprovado pelos jurados que elegeram o prato um dos três melhores

Fonte da imagem
Prato: Legumes assados com ‘terra’ de cebola torrada e ‘neve’ de tom kha, rabanete e cenoura topo do vinagrete
Chef: Mei Lin
Inspiração: “A vida nos bosques” de Henry David Thoreau

Mei Lin se empenhou em criar um prato que fosse totalmente vegetariano (o autor era vegetariano) para isso ela criou um jardim de inverno que representava o bosque do livro. Os chefes gostaram do resultado final e o prato foi o vencedor dessa rodada.
Fonte da imagem
Prato: Guisado de feijão branco, chouriço, Jamon Serrano, costela de osso buco e vitela, purê de beterraba e molho de pimenta
Chef: Katsuji Tanabe
Inspiração:Carrie” de Stephen King

Se vocês assim como eu acompanham o programa, devem ter percebido que o chef Katsuji não é muito convencional, e esse prato retratou justamente isso, a bagunça apresentada por ele no prato não foi de agrado dos jurados, que mesmo entendendo a intenção do prato não viram ligação entre os elementos servidos e as criticas ao prato levaram a eliminação do chef na competição.


Infelizmente o site americano não disponibiliza mais as receitas, mas caso ache alguma, ou se vocês acharem aviso por aqui ;)

2 comentários:

  1. Amei o prato inspirado em Carrie. Ficou bem chamativo e meio assustador. rs

    Desbravador de Mundos - Participe do top comentarista de reinauguração. Serão quatro vencedores!

    ResponderExcluir
  2. Caramba, Pat.
    Adorei saber disso! Espero que eles repitam a dose!!
    O prato mais legal foi sem dúvida o da Carrie! kkkk
    Beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    P.S. Por incrível que parece, eu sei quem é o Rob Gronkowsky... Ele é o tigh end do New England Patriots!! kkkk

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...