terça-feira, 12 de julho de 2016

O Amor nos tempos do Ouro (Marina Carvalho) #Resenha

"Sabes que nunca me apaixonei, maman, mas se porventura o tivesse feito, seria por alguém como ele?"Cécile Lavigne perdeu todos os que amava e agora está sozinha no mundo. Ela, uma franco-portuguesa que ainda não completou vinte anos, está sendo trazida ao Brasil pelo único parente que lhe restou, o ambicioso tio Euzébio, para casar-se com o mais poderoso dono de terras de Minas Gerais, homem por quem Cécile sente profundo desprezo.
Após desembarcar no Rio de Janeiro, Cécile ainda precisará fazer mais uma difícil viagem. O trajeto até Minas Gerais lhe reserva provações e surpresas que ela jamais imaginaria. O explorador Fernão, contratado por seu futuro marido para guiá-la na jornada, despertará nela sentimentos contraditórios de repulsa e de desejo. Antes de enfim consolidar o temido casamento, Cécile descobrirá todos os encantos e perigos que existem nessa nova terra, assim como os que habitam o coração de todos nós.
Com o passar dos dias, crescerá dentro dela a coragem para confrontar todas as imposições da sociedade e também o seu próprio destino.
                                                    
O livro é narrado em sua maioria em terceira pessoa, a linguagem é formal como não poderia deixar de ser tratando se de um romance de época (ou histórico), mas isso não o torna nem um pouco difícil, os capítulos são curtos e fluem (logo você sepegará economizando páginas para não acabar a leitura).

Intercalando com os capítulos em terceira pessoa, há algumas passagens do diário de Cécile e algumas cartas de Fernão que são escritas em primeira pessoa; no início de cada capitulo há poemas ou trechos de versos que me arrancaram suspiros, a diagramação, a capa e os detalhes em arabesco do livro parecem terem sido pensados para ambientar o leitor e nos imergir na história.

Na primeira parte do livro conheceremos, Cécile uma jovem de 19 anos a qual não tem tido muita sorte, perdeu os pais e os irmãos e uma vez sem sua família foi obrigada deixar França e ir para o Brasil para morar com o Odioso tio Euzébio (irmão de sua falecida mãe e único parente vivo).

Na França quando seus pais eram vivos Cécile recebeu uma educação liberal para os costumes da época e ainda sim portava se como uma dama; seu pai havia lhe prometido que ela apenas casaria por amor se assim desejasse, porém, seu tio agora seu único responsável discordava de tal educação e somente visava lucrar com um possível casamento da sobrinha.

Uma vez que seu tio decidira que Cécile iria mora no Brasil, logo arranjou um casamento com o velho e poderoso Euclides de Andrade é aí que conhecemos Fernão... Fernão fora contratado para acompanhar Cécile desde sua chegada ao Rio de Janeiro até Minas Gerais , onde ele deveria entrega Cécile bem ao noivo prometido...durante esse percurso, primeiras impressões foram desfeitas tanto da parte de Fernão , quanto de Cécile...ela desolada pelo destino que a esperava, mas sempre curiosa com o novo país e a nova cultura e ele sem entender o porquê daquela francesinha ter tão terrível destino.

“O verbo afeiçoar não traduz com exatidão minhas emoções em relação àquele homem. Melhor confessar que estou arrebatada, embora esteja a lutar arduamente contra esse sentimento. Fernão é da terra, de espírito livre e aventureiro, fiel a seus princípios, justificável ou não."

Embora Cécile a certa altura da viagem implore que Fernão não a entregue ao tal noivo, esse se recusa afinal tem seus princípios e trabalho encomendado é trabalho feito, Fernão só não contava com sua consciência que não o deixa em paz, afinal ele sabia que Cécile e seu gênio forte seriam destruídos se obrigados a viver com Euclides de Andrade.

A partir desse ponto conhecemos historias secundarias, como as dos escravos Malikah, Hansan e Akin, escravos esse que juntos com Fernão planejam e executam o rapto de Cécile antes do derradeiro casamento (cada um com seu própria motivo para o tal)! Ai já podemos imaginar, confusão a vista e coração batendo forte; a segunda parte do livro é onde conheceremos os percalços e consequências do rapto, daí em diante é impossível largar o livro.

“Cécile, pode até não parecer, mas possuo um coração e ele às vezes toma as rédeas da minha vida”.

O amor nos tempos do ouro é uma história riquíssima em detalhes de um Brasil distante; uma aula de História misturada com um romance delicado e sutil onde a protagonista não está conformada com seu sofrimento, não cede aos pensamentos machistas da época, deixando sempre bem claro o que pensa a todos, mesmo que isso lhe coloque em posições de castigo.

“Percebo que nem os grilhões e correntes, grades e açoites são suficientes para calar a voz e a necessidade de liberdade daquela gente. São fortes, dentro de suas possibilidades”.

Marina Carvalho escreveu uma obra que não tem espaço para meios sentimentos, você irá sofrer, torcer, apaixonar-se ... estaremos no limite de um ataque do coração com o que é vivido por Fernão e Cécile ou a beira das lágrimas com as cenas emocionantes, revoltantes, injustas e tristes vividas pelos escravos Hasan, Malikah e Akin.
Se você ama romances de época esse com certeza é o tipo de leitura que você procura, se pretender começar a explorar novos gêneros comece por ele e não se arrependerá, com uma escrita elegante e uma história que aquece o coração enquanto lê esse livro ganhou um espeço especial no meu coração e na minha estante. Espero que gostem e se surpreendam tanto quanto eu.
Ósculos e Amplexos, Karina.

Livro: O amor nos tempos do ouro
Autora: Marina Carvalho
 ou AQUI
Páginas: 328
Nota: 5/5

Karina, biomédica por formação e bookaholic por paixão!
 *Resenha escrita pela colaboradora Karina Carvalho especialmente para o Lendo e Escrevendo

22 comentários:

  1. Que interessante o enredo desse livro, Karina! Adoro romance histórico e, pela sua resenha, parece que ele é bem gostoso de ler! Gostei da dica :)

    bjs,
    https://entreletrasevagalumes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, já faz um tempinho que queria ler mais romances e época e essa definitivamente foi uma escolha acertada, tomara que você goste da leitura tanto quanto eu! Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá lindona,
    a capa não me chamou atenção. Mas, a sua resenha fez com que eu ficasse morrendo de vontade de ter essa obra em minha casa. Amei sua resenha, você escreve muito bem.
    beijos.

    meumundosecreto

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Van, leia assim que você puder o livro te transporta pra historia ...quem sabe ai você passe amar a capa :) obrigada pelo elogio <3 Beijos!

      Excluir
  4. Amo a escrita da Marina, ela realmente sabe como colocar os sentimentos dos leitores para fora. Acho muito interessante um ambiente de época nacional, com todos esses detalhes de nosso país, fazendo o cenário de fundo. Fiquei bem curiosa sobre o Fernão, ter duas vertentes na maneira de se expressar me deixou super intrigada.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, foi o primeiro livro da Marina que eu li, acredita? Realmente ela sabe escrever como ninguém e o ambiente que ela descreve é incrivel, tomara que você goste tanto quanto eu ...já até fui procurar mais coisa dela pra ler! Beijos

      Excluir
  5. Olá!
    A diagramação é tão linda, se fosse só por ela, já levaria o livro hahaha. Gostei muito desse livro, tem uma história muito boa e envolvente também. Pretendo ler ele em breve. É o tipo de leitura que gosto e esse é sensacional. :)

    Oxente, Leitora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, leia sim ...e ai você vai ficar ainda mais apaixonada ...tudo combina muito com a história, até mais . Beijo!

      Excluir
  6. Oiii Karina, tudo bem?
    Eu fiquei apaixonada por essa obra, diante da forma em que a premissa foi escrita, como foi escrito com aquelas palavras lindas e belas que despertaram meu interesse de qualquer maneira, parece ser uma história envolvendo e quero ler mesmo. Parabéns pela resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, eu tô bem! E você ? Nossa eu ficava suspirando com os versos que abrem os capitulos...a pesquisa que a Marina fez pra construir o livro é tão perfeita, a escrita dela é tão delicada <3 Espero que você goste tanto quanto eu !Beijos.

      Excluir
  7. Não conhecia a obra, mas o gênero é muito bom. Romances de época são apaixonantes. Antes não curtia muito, mas depois de ler "Orgulho e preconceito" minha visão mudou. Adorei sua resenha.
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ro, pois é Jane Austen é diva neh? Depois que terminei o livro fiquei feliz de termos uma brasileira como a Marina escrevendo uma história tão boa quanto essa. Espero que goste tanto quanto eu, beijo!

      Excluir
  8. Olá!
    Eu adoro romances de época e gostei bastante da premissa dessa obra.
    Ainda não li nada da autora, mas vejo sempre bons elogios a escrita dela.
    A protagonista me parece uma mulher forte, que fala o que pensa. Adoro personagens assim!
    Gostei dessa mistura de romance de época e "aula de história". Fiquei bem interessada no livro!
    Ótima resenha!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jess, foi o primeiro livro da autora que li também e acho que comecei bem !Espero que a escrita da Marina te encante tanto quanto me encanto, beijos!

      Excluir
  9. Oie
    tenho visto muitas resenhas elogiando o livro e parece ser realmente um livro muito bom, eu adorei o gênero e espero ler quando tiver oportunidade

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Cat, e volte aqui pra nos dizer o que acho! Beijos.

      Excluir
  10. Oi, Karina!
    Eu gostei da sua resenha, mas não me animo a ler o livro, não.
    Eu já li um livro da Marina e pra mim a história foi tão "bleh" que meio que fiquei com medo de ler outro e acontecer a mesma coisa... rs.
    Não brilhou pra mim.

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rssrs pelo jeito comecei pelo livro certo dela ! rs mas entendo total quando nosso gosto não bate com a escrita do autor rs Beijos!

      Excluir
  11. Oi!! Tudo bem?!

    Eu adoro esse gênero, mas, confesso que a premissa desse livro não me chamou muita atenção. Achei algo bem genérico e comum. Todavia, o fato de não ter espaço para meios sentimentos me cativou... oh, dúvida cruel!! agora não sei se coloco a obra em minha lista de futuras leituras ou não, rsrs. ótima resenha.
    Beijos,

    Juliana Garcez | Livros e Flores

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Juh , tomara que você arrisque lê-lo..achei bacana ler algo mais dentro da nossa realidade Geografica rsrs e se você decidir ler , espero que aproveite tanto quanto eu ! Bjinho.

      Excluir
  12. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...