sexta-feira, 16 de setembro de 2016

Zane (Patricia Rossi) #Resenha

Zane Hudson. Motoqueiro. Músico. Tatuado.Quinn Armentrouth. Alta sociedade, luxo, glamour.
Tudo no mundo para separá-los.
Ele sabe o que é abandono. Ela já foi traída.Uma ex perseguidora. Um ex que não aceita perder.Eles pertencem a mundos diferentes. Mas nem por isso a química entre eles é menor.A atração é explosiva, instantânea.Uma mãe que abandona... Outra que repreende.Percalços.Sexo, romance... amor.Essa paixão seria forte o suficiente para mantê-los unidos?

Ela é Quinn Armentrouth, uma delicada patricinha, nascida e criada na alta sociedade de New York, que terminou a pouco tempo um noivado com o "homem ideal", segundo sua mãe.

Ele é Zane Hudson, um motoqueiro tatuado que há dois anos deixou para trás o vício das drogas e do álcool e uma mulher que o deixou no fundo do poço. O que estes dois tem em comum além da atração instantânea que sentiram um pelo outro? Nada!

Depois que rompeu o noivado Quinn decidiu morar sozinha e assim cuidar da própria vida a seu modo. Ela que herdou o antiquário de sua avó, trabalha com prazer para se sustentar, e tem em Júlia e em sua assistente Gwen, aliadas para qualquer hora.

Zane adora motos e carros e trabalha da oficina de Jake, o homem que lhe tirou do fundo do poço e que lhe deve a vida. Sem Jake ele não imagina onde estaria agora, principalmente depois que Camille o trocou para casar com um mauricinho do seu meio.

Camille foi a responsável por levar Zane para o mundo das drogas e álcool. Completamente apaixonado, ele não percebia o quão nocivo era este relacionamento, até ser internado para desintoxicação contra sua vontade. Hoje ele se mantem limpo e distante daqueles dias de loucura.

Quinn e Zane se encontram por um acaso em um bar, mas apesar da rápida troca de gentilezas, ambos ficaram marcados pela presença um do outro, sabendo que nunca mais se veriam. Como não se pode dizer nunca, ambos acabam se reencontrando por conta de um cliente de Quinn. Era a chance que Zane queria para conhecer melhor a mulher que estava dominando seus pensamentos. Quinn não se fez de rogada, e deixou claro que o interesse era mútuo.

Sem frescuras eles engataram um pseudo relacionamento, que preferiram não rotularem. E tudo estava indo muito bem até que, por conta do acaso, Zane dá de cara com Camille na loja de Quinn. Todos aqueles dias de transtorno vieram em sua mente e a única coisa que ele queria era distância daquela mulher.

Camille ao contrário, deixou claro que ainda o queria, e exigiu que Quinn se afastasse de Zane, ou sofresse as consequências. Sem saber onde estava se metendo, Quinn avisa que só se afastará se Zane pedir, para fúria da ruiva maligna-psicopata.

- Mas não é justo que ela ainda tenha algum efeito sobre mim - ele remoeu. - Não depois de tudo o que ela fez, não depois de... tudo o que eu fiz a mim mesmo por causa dela.

Para complicar um pouco mais, o ex-noivo de Quinn, Ashton, não estava aceitando muito bem o término do noivado, e exigia uma segunda chance dela. Ele tinha todo o apoio de Valentine, mãe de Quinn, que o tinha na mais alta cotação, sem imaginar os motivos que levaram Quinn a terminar o noivado.

Valentine nem imaginava que Quinn estava de "namoro" com um motoqueiro pé de chinelo. Quando ela descobrisse, Quinn seria bombardeada por todos os lados.
Zane também tinha que lidar com a volta de sua mãe, a mulher que abandonou ele e a irmã para ficar com outro homem. São vinte anos de abandono que precisam passar a limpo.
Com tantas coisas contra e um mundo de diferenças entre eles, Zane e Quinn queriam apenas um ao outro. Mas, para isso acontecer, eles iam precisar confiar um no outro e juntos lutarem pelo direito de serem felizes. De tudo o que tinha para enfrentarem, sem dúvida o problema Camille era o mais grave de todos, colocando a vida de ambos em risco.

- Own. Que lindo. você quase me convenceu, queridinha. - A ruiva voltou para a poltrona e pegou o celular. - Mas preciso ver a cara dele quando eu atirar em você. - Sorriu de forma perversa. - Tenho certeza que será uma cena bem divertida. - Discou os números.

Com altas doses de erotismo e muitos graus de complicação, o leitor se apaixona por Zane e Quinn. Engana-se redondamente quem pensa que Quinn é uma socialite metida a besta e cheia de frescura. Totalmente pé no chão e ciente do que quer, ela parte para luta e em duas ótimas cenas, deixa bem claro para Quinn que não tem medo dela. Nestas cenas em questão posso dizer que me senti vingada! Apenas em um momento ela deu uma derrapada, mas rapidamente se recuperou. Ela não tem nada daquela mocinha indecisa que não entende porquê um deus grego possa lhe desejar. Adorei isso!
Zane é um deus grego... Apesar dos músculos e do seu tamanho, ele na verdade é um doce, e trata Camille com todo o cuidado que uma mulher merece, sem claro, perder sua pegada quente...

Livro: Zane
Autora: Patrícia Rossi
Editora: Editora Charme
ISBN-13: 9788568056288
ISBN-10: 8568056288
Ano: 2016
Páginas: 350


Rose Souza: Aprendeu a ler com os gibis da Turma da Mônica, desde então devora tudo que cai em suas mãos. É teimosa, sossegada e tímida. Ama doces, massas, filmes e futebol. É daquelas que ri e chora lendo um livro ou vendo um filme. Sonha com um futuro em paz, junto daqueles que ama. É mãe, filha, irmã, esposa e amiga, mil mulheres em uma só e deseja apenas saúde para poder ver seus dois filhos crescendo.
 * Resenha escrita pela colaboradora Rose.

Um comentário:

  1. Hum... Estou curiosa!!
    Estou mesmo precisando de uma leitura assim!!
    Os últimos eróticos que li não me cativaram muito...
    beijos
    Camis - Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...