quarta-feira, 13 de setembro de 2017

As Fases da Lua (Clarissa Corrêa, Liliana Prata, Bianca Briones, Leila Rego e Jenniffer Brown) #Resenha

5 mulheres, 5 fases da Lua, 5 histórias de… amor?Alice é uma jovem com uma vontade crescente de cair no mundo, até se apaixonar pelo cara mais gato da cidade. Mas um incidente no meio de seu conto de fadas pode mudar sua vida para sempre.Lena é uma mulher cheia de amor para dar e que stalkeia todos os passos dos homens por quem se apaixona. E ela realmente se apaixona por todos. O problema é que eles não se apaixonam por ela…Um amor minguante não tem vez na vida de Bruna. Noiva do seu melhor amigo de infância, eles se preparam para o casamento e traçam planos para uma vida inteira juntos. Mas será que não é perfeição demais?Ainda nova, Dora já é uma médica renomada, segura e decidida, mas seu coração traz uma ferida e ela não está disposta a se abrir novamente. Até que o amor lhe aparece em forma de canção…Destiny é uma jovem com um passado marcado por dúvidas e segredos, assim como o misterioso luar azul que toma conta de sua cidade, deixando-a confusa e com medo… pois no fundo ela sabe que ele pode guardar as respostas que ela tanto busca.Assim como a Lua, a vida também é repleta de fases, e neste livro acompanhamos as deliciosas histórias de cinco mulheres que estão em diferentes fases da vida, mas que têm em comum os altos e baixos, os amores e desamores, as promessas e incertezas da busca pela felicidade.

O livro é composto por cinco contos diferentes, onde cada um deles fala de uma mulher e a fase de vida em que se encontra.


“Caminhos Cruzados", por Clarissa Corrêa

Alice sempre foi uma garota espevitada e cheia de vida. Esse negócio de andar arrumadinha e limpinha, definitivamente não era para ela, ao contrário de sua irmã Valentina, que era uma verdadeira bonequinha, não só pela beleza, mas também por sua meiguice.

Acontece que em algum momento após o nascimento de sua irmã, Alice começou a ressentir-se da atenção recebida por Valentina, assim como de sua beleza. Não que Alice fosse feia, longe disso, mas quando criança, ela era mais uma menina-moleque.

Carente de atenção em casa, Alice encontra refúgio na casa e nos braços de sua tia Antônia, de quem sempre recebeu apoio e carinho, coisas que ela não tinha em casa, ou assim achava que era.

Com a adolescência as coisas mudaram, e Alice começou a dar mais atenção a sua própria aparência. Época das paqueras e flertes, Alice não deixava por menos, e sempre acabava conquistando quem queria. Nunca teve como objetivo um namoro sério, até porquê seu sonho era fazer faculdade em São Paulo, ao contrário de Valentina que dava sinais claros de não querer sair dali do interior. Mais uma grande diferença entre as irmãs.

Foi nesta época que Alice conseguiu elevar a rivalidade com Valentina para outro patamar, o que acabou deixando a relação fraterna, que já não era lá estas coisas, para quase nenhuma.

De gênio forte, Alice queria era mais viver o momento e ser feliz, mas ela não entendia que a vida é feita de altos e baixos, e que muitas vezes o tombo vai depender justamente do tamanho da nossa arrogância...

Foi quando ela estava muito perto de alcançar seu sonho de fazer faculdade em São Paulo que ela conheceu Gustavo, o vocalista de uma banda da região.  E justamente ela, que não acreditava em amor a primeira vista e nem tinha planos de se envolver seriamente com ninguém, estava ali, completamente perdida e sem chão pelo belo e atraente rapaz.

Eles logo engataram um namoro, e Alice nunca experimentou tal sentimento de entrega e paixão. Todos os momentos possíveis eles estavam juntos. Era o momento mais feliz de sua vida.

Mas então veio a tempestade e Alice foi ao fundo do poço. Ao seu lado, sempre a fiel e querida tia Antônia, que fez o possível para ajudar Alice a superar o momento delicado e conturbado.

Foi neste contexto que ela acabou indo para São Paulo começar sua tão sonhada faculdade. Mas seu carma estava apenas começando e a pancada final veio certeira e mortal. Com raiva de tudo e de todos, Alice praticamente se transformou em outra pessoa. Afastou-se dos amigos, mesmo aqueles mais chegados, da família, que já não fazia mesmo nenhuma questão de ter e até da tia Antônia. Sua vida mudou radicalmente, e apesar da aparente felicidade, a realidade era que ela nunca esteve tão só.

E foi mais uma vez tia Antônia que veio resgatá-la e colocá-la novamente no prumo. Depois de falar poucas e boas na cara na sobrinha, Alice ainda ouviu mais um tanto de seus dois amigos mais íntimos Carlos e Maurício.
Mas foi diante da perda mais dolorosa que teve que ela acabou caindo em si e percebendo a merda que estava fazendo com sua vida. É quando ela dá uma total virada e se muda para Itália, disposta a recomeçar do zero. Apesar da distância, é neste momento que ela recomeça uma aproximação com sua mãe e mais lentamente com a irmã.

Agora de volta ao Brasil, ela tem a chance de mostrar se realmente aprendeu alguma coisa nesta sua jornada de reconhecimento.

"Algumas Coisas Que Aprendi", por Liliana Prata

Lena é uma mulher cheia de amor para dar, e talvez seja justamente este seu grande problema... Trabalhando como professora em uma escola que detesta, Lena vê seus planos de trabalhar como designer gráfico cada vez mais distante. Sua vida amorosa também não anda nada bem. Ela está apaixonada por Du, que não quer nada sério além de um sexo casual quando está de bobeira... Apesar dos constantes avisos dos amigos, Lena não se dá conta do que faz consigo mesmo ao se anular em função de Du.
Sua vida fica resumida em stalkear todos os passos do rapaz pelas redes sociais e torcer para que ele pelo menos curta uma foto sua. Se ele mandar alguma mensagem ou comentário então, já é o céu...

Felizmente para ela, o destino resolve intervir e põe em seu caminho uma amiga há muito afastada. Do nada ela recebe uma mensagem de sua amiga de infância Giulia, que morava na Itália. Elas que eram o que hoje chamamos de BFF, perderam o contato depois que Giulia e sua família mudaram-se para a Itália.

Ela acaba descobrindo que o pai de Giulia acabara de falecer, e invocando um antigo pacto que fizeram, Lena aproveita suas férias escolares e vai passar uns dias na casa da amiga para dar a ela o apoio necessário neste momento difícil.

É na Itália que Lena sem querer começa a encontrar a si mesmo. Em um dos berços da arte, ela retoma seu sonho de designer gráfico e de quebra engata um namoro com um lindo e charmoso italiano.

Estaria tudo tranquilo se seu lado inseguro não desse o ar das graças. Mas para sua sorte, os problemas enfrentado pela amiga acabam fazendo Lena perceber que as dificuldades que ela estava enfrentando eram culpa exclusivamente de si mesmo. Para amar alguém é preciso antes de mais nada estar bem consigo mesmo. Será que Lena vai conseguir entender esta lição e ainda ajudar sua querida amiga?

"Se Você Pudesse Ficar", por Bianca Briones

Bruna e Gui se conheceram ainda crianças, e logo perceberam que a amizade deles era para sempre. A ligação deles era tão forte e sincera que não foi surpresa nenhuma quando acabou evoluindo para o amor. Não que o início do namoro tenha sido de forma natural... Foi preciso o medo de se perderem para que resolvessem dar o passo decisivo. Depois disso, a relação que já era forte, ficou ainda mais forte...

Mas a vida adulta trás escolhas e responsabilidades, e ambos tiveram que se separar, pelo menos fisicamente. Gui foi estudar nos EUA, enquanto Bruna continuou no Brasil. As idas e vindas entre os dois países era uma constância do namoro, que seguiu forte e apaixonante. O que eles tinham era único, e não seria isso que iria separar estes dois. Eles eram mais unidos que muito casal que mora na mesma casa.

Peter Pan e Wendy, os apelidos que tinham, acalentavam o sonho de se casarem e isso estava cada dia mais perto conforme os dias de afastamento estavam chagando ao fim. E foi como um conto de fadas que eles viram este dia chegar...

O problema é que a vida não é um conto de fadas, e é preciso força para enfrentar as dificuldades que a vida impõe. Um amor forte e verdadeiro, que nasceu na infância e cresceu com a maturidade da idade, que viveu apesar da distância, está diante do seu desafio final. Mas a verdade é que seja qual for este resultado, Gui e Bruna, ou Peter e Wendy se amarão para sempre...

"Minha Canção Favorita é Você", por Leila Rego

Nele conhecemos Dora, uma oftamologista renomada que foi a um congresso em Salvador. Dora Sempre foi tímida e reservada, e depois dos problemas que passou com o ex, ela se entregou de corpo e alma no trabalho e nos estudos de especializações. Sarah, sua melhor amiga vivia pegando no seu pé por conta disso, dizendo que ela precisava viver, que a vida era curta...

Justamente no congresso ela conhece Rico (Ricardo) um belo e maravilhoso exemplar da ala masculina que fez seus hormônios entrarem em ebulição e porquê não dizer renasceram para vida?

Mas Rico tem alguns mistérios sobre si, o que deixa Dora com um pé atrás. Mas mal sabe ela, que o que Rico mais queria era ser visto como Dora o enxergava, e não como todos o viam. Confuso? Não muito.

Acontece que Rico era na verdade João Leone, um famoso e desejado cantor sertanejo, e ele estava cansado das pessoas se aproximarem dele apenas por sua fama, e não por ele mesmo. Quando ele conheceu Dora, ficou interessado nela, e mais ainda quando percebeu que ela não tinha a mínima ideia de quem ele era.

Agora o que ele queira era tempo suficiente para conquistar o coração de Dora. Mas será que ela estaria preparada para todo o pacote que viria junto com João Leone?

“Oráculo Azul", por Jenniffer Brown

 Destiny apesar de jovem já sofreu bastante em sua pequena trajetória de vida. Sem saber quem é seu pai, foi criada pela mãe viciada e muitas vezes passou fome, pois não tinha ninguém que olhasse por ela.

Agora, sendo criada por Peter e Gail, que também adotaram Ryan e eram pais de Trevor e Mitch, ela ainda não estava totalmente habituada a ter uma família. A ligação entre eles não parecia completa ou real.

E o surgimento da misteriosa lua cheia azul estava deixando a cidade inteira em confusão, assim como a própria Destiny, que estava tendo que encarar suas próprias confusões e tormentos. Mas um problema com seu irmão Ryan acaba fazendo-a enxergar que a vida que ela deseja depende apenas dela mesma. E que o caminho para suas respostas o seu próprio coração tem.

*****

Foram cinco contos bem diferentes entre si, sendo que o da Bianca Briones foi o que mais me conquistou e arrebatou e do qual eu destaco. Ela foi a responsável por deixar meu livro com algumas páginas molhadas por contas das lágrimas que derramei por Bruna e Gui, dois personagens incríveis que eu quis proteger.

Alice, a primeira protagonista eu peguei uma implicância pela forma como ela encarava as coisas, se colocando como vítima de tudo, sem na realidade ter havido nada. E foi muito bom poder ver o crescimento dela como ser humano.

A Lena foi outra que achei bem infantil com esta sua mania de querer grudar no namorado, ou de querer viver exclusivamente para ele. Felizmente, neste caso, ela conseguiu se encontrar sem precisar de fato se perder.
A Dora eu conheci antes, como expliquei lá no início do post, mas ela é uma mulher centrada, até demais neste caso, e que precisou apenas acreditar mais em si mesma e aproveitar melhor a vida.

O último conto para mim foi o mais fraco de todos, e sinceramente, acredito que o livro ficaria bem apenas com os outros quatro, que fechariam perfeitamente o ciclo lunar. Mas o conto não é ruim, o problema é que os outros acabaram tirando o brilho deste, talvez por serem enredos mais palpáveis e reais. Mesmo assim foi bom ver Destiny encontrar a paz dentro de si mesma.

Leiam, briguem e se encantem com cada uma destas mulheres.

Livro: As Fases da Lua: 5 mulheres, 5 fases da Lua, 5 histórias de… amor?
Autoras: Bianca Briones,
Editora: Gutenberg
COMPRE AQUI
ISBN-13: 9788582353776
ISBN-10: 8582353774
Ano: 2016
Páginas: 352

Rose Souza: Aprendeu a ler com os gibis da Turma da Mônica, desde então devora tudo que cai em suas mãos. É teimosa, sossegada e tímida. Ama doces, massas, filmes e futebol. É daquelas que ri e chora lendo um livro ou vendo um filme. Sonha com um futuro em paz, junto daqueles que ama. É mãe, filha, irmã, esposa e amiga, mil mulheres em uma só e deseja apenas saúde para poder ver seus dois filhos crescendo. * Resenha escrita pela colaboradora Rose, foi inicialmente postada no blog Fábrica dos Convites.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...