loja Lendo e Escrevendo: [Aconteceu!] The Gift Day: Edição de Natal em São Paulo #Evento

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

[Aconteceu!] The Gift Day: Edição de Natal em São Paulo #Evento


A coluna do Aconteceu! é a coluna onde mostro para vocês um pouquinho dos eventos literários que eu participei.

Infelizmente 2017 foi um ano complicado por vários motivos e não pude participar de todos os que eu gostaria, por isso essa coluna ficou bem escassa esse ano, MAS pretendo mudar isso em 2018, muitos projetos vem por ai, um deles é a retomada de colunas que ficaram paradas por um tempo aqui, mas que eu adorava fazer para vocês, mas chega de divagações e vamos conferir o que rolou de bom e nem tão bom assim no The Gift Day em São Paulo.

O The Gift Day é um evento organizado pela empresa The Gift Box que é especializada em produtos literários e outras coisas fofas, nos últimos anos a empresa tem se voltado bastante para kits personalizados para alguns livros e autores e tem ganhado espaço no mercado, e com isso vem expandindo suas “áreas” de atuação, e agora está envolvida na realização de eventos com a presença de autores, se não me engano houve uma edição do evento no RJ no último ano com autores nacionais (não tenho certeza, me corrijam se eu estiver errada).


A Edição de Natal que aconteceu no último dia 09 de Dezembro foi realizada no Hotel Meliá Ibirabuera em São Paulo e contou com a presença da autora Brittainy C. Cherry e dos modelos das capas dos livros O Ar que Ele Respira e A Força que nos Atrai, Stuart Reardon e Franggy Yanez que causaram um frenezi em 90% do público feminino (algumas pessoas pareciam mais interessadas neles do que na autora.

Para que vocês se situem um pouquinho em tudo o que aconteceu por lá, vamos voltar um pouco no tempo, quando o evento foi anunciado, a The Gift Box anunciou que seria necessário realizar uma compra de produtos da loja no valor de R$35,00, poderiam ser quaisquer produtos relacionados com o evento, e para facilitar as coisas organizou uma pré-venda pelo site, a ideia era que quem comprasse na pré-venda teria garantido o acesso à sessão de autógrafos e bate-papo com a autora, além disso, foi dito que essas pessoas teriam um acesso preferencial ao evento e que este seria diferenciado dos que ainda não haviam comprado os trinta e cinco reais em produtos, dessa forma, ficou subtendido que se você comprasse na pré-venda você entraria antes daqueles que não compraram, mas o que aconteceu na realidade?


Infelizmente não foi bem isso o que aconteceu na abertura do evento, existia uma única fila para quem já havia comprado os produtos e para quem iria comprar na hora, o que aconteceu? Muitas pessoas que não tinham comprado entraram antes daqueles que teriam entrada preferencial, foi um problema? Não necessariamente, as primeiras pessoas da fila organizaram por conta própria uma lista com os nomes de quem ia chegando, assim evitaram que muita gente furasse fila, mas a lista foi feita apenas até o número 138 (até esse número, a distribuição funcionou razoavelmente bem), depois disso, a pessoa responsável pela fila anunciou que finalmente fariam a separação de quem havia comprado de quem não havia, tal separação só aconteceu mesmo quando entravamos no espaço reservado para retirada de senhas, nesse local quem tinha a nota fiscal da compra se dirigia a uma mesa para retirar a senha e depois retirar os produtos, e quem não tinha a nota se dirigia ao fundo do salão para comprar os produtos e depois voltava para retirar a senha, nesse momento algumas pessoas furaram fila.

De certa forma, o maior problema e desapontamento para quem foi ao evento ocorreu nesse inicio na distribuição de senhas, a demora fez com que algumas pessoas que chegaram cedo ficassem até as 13 horas aguardando sua vez de pegar uma senha (obs.: a distribuição começou por volta das 11hrs), obviamente quem estava no começo da fila não passou por isso (vantagens de chegar MUITO cedo ao local). Além disso, o sistema adotado na distribuição e retirada de produtos fez com que pessoas que estavam entre os 10 primeiros ficassem com senhas acima de 20, se é que isso faz sentido, mas continuando....

Embora eu tenha conseguido minha senha por volta das 13hrs fui informada que deveria estar de volta no auditório para o bate-papo às 13h40 caso contrário não entraria para assistir ao evento que começaria às 14 horas, consequência, corri no shopping, almocei correndo e voltei para o evento.

Pouco depois das 14 horas o bate-papo enfim começou com a chegada da autora Brittainy C. Cherry, mas na verdade nesse evento o bate-papo é mais descontraído e não funciona como estávamos acostumados ou esperando, a mediadora do evento fez apenas duas perguntas para a autora, depois abriu para mais duas perguntas feitas pelo publico (na verdade acabou sendo apenas uma pergunta, já que a outra foi um relato emocionado de um fã), e depois dessas quatro perguntas o bate-papo como conhecemos acabou e a mediadora realizou três rodadas um jogo chamado mata, beija ou casa com a autora. Também foi revelada a capa nacional do próximo livro da autora.

Posteriormente, os modelos Stuart Reardon e Franggy Yanez foram chamados, e basicamente a mesma coisa aconteceu (exceto que dessa vez não houve perguntas do público, e houve gritos do começo ao fim), ficamos sabendo que Stuart Reardon irá retornar ao Brasil em 2018 para o lançamento de seu livro, o autor deverá participar da edição de 2018 do The Gift Day no RJ, além dele outros 09 autores devem participar do evento (nomes ainda não foram confirmados). Após o bate-papo teve inicio a sessão de autógrafos.

No inicio da sessão de autógrafos tanto a autora quanto os modelos pareciam um pouco “assustados”/tímidos com a empolgação das leitoras brasileiras e se mostravam um pouco mais contidos diante tamanha demonstração de afeto. Entretanto, com o passar das horas eles foram se soltando e apesar do cansaço aparente eles pareciam mais descontraídos na presença do público, infelizmente, a uma pessoa da organização do evento volta e meia gritava um vai, vai, vai e apressava os leitores que mal tinham entrado para falar com a autora, isso infelizmente gerou alguns momentos desagradáveis e de vergonha alheia (teve bastante gente que achou graça... até que chegou à vez deles e a mesma coisa aconteceu), parte do publico que estava cansada se juntou ao coro de expulsa em algumas ocasiões (fala sério!). A sessão de autógrafos se estendeu por horas a fio, e quando a última pessoa (senha 211) autografou seus livros é que as pessoas que ainda estavam presentes conseguiram fotos mais descontraídas e selfies sem que ninguém reclamasse (muito).


De certa forma, o evento teve seus pontos positivos (a autora foi super simpática do começo ao fim e extremamente solicita com os fãs, foi bom rever os amigos e conhecer pessoas novas, e os rapazes cumpriram bem o papel que vieram desempenhar e em alguns momentos foram além disso) e negativos (falta de organização na distribuição de senhas, falta de informação quando solicitada e falta de visibilidade em alguns pontos da sala onde foram realizadas algumas atividades que não eram vistas do outro lado somados a falta de respeito de algumas pessoas que estavam presentes) e espero que a organização aprenda com o que deu errado, invista no que deu certo e escute seus leitores/clientes para que na próxima vez a maioria das pessoas saia de um evento desse porte satisfeita (algumas pessoas deram sugestões bem legais). Além disso, muitas das reclamações que vi na página do evento também dizem respeito ao publico que participou do evento, algumas abrangem a gritaria desnecessária e em momentos errados, pessoas em pé em cima das cadeiras o que dificultava a visão de quem estava nas fileiras de trás e alguns comportamentos e comentários inapropriados.

Enfim, esse foi o The Gift Box: Edição de Natal em SP pela MINHA perspectiva, eu espero que tenham curtido o relato do evento, nos vemos numa próxima vez.

2 comentários:

  1. Oi, Pat.
    Quando vi o anúncio desse evento até fiquei interessada, mas como eu iria viajar nessa data, nem dei muita bola! Mas olha, lendo o seu relato, já imagino o estresse que eu teria passado! Acho até que você foi boazinha!! Rs...
    Não conheço a autora, mas hoje em dia não passo mais esse estresse por ninguém!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camis, tudo bem?
      Também não conhecia a autora, mas ele é um amorzinho de pessoa
      bjos

      Excluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...