loja Lendo e Escrevendo: Eu e esse meu coração (C.C. Hunter) #Resenha

segunda-feira, 17 de dezembro de 2018

Eu e esse meu coração (C.C. Hunter) #Resenha


Leah MacKenzie, de 17 anos, não tem coração. O que a mantém viva é um coração artificial que ela carrega dentro de uma mochila. Com seu tipo sanguíneo raro, um transplante é como um sonho distante. Conformada, ela tenta se esquecer de que está com os dias contados, criando uma lista de “coisas para fazer antes de morrer”. De repente, Leah recebe uma segunda chance: há um coração disponível! O problema é quando ela descobre que o doador é um garoto da sua escola – e que supostamente se matou! Matt, o irmão gêmeo do doador, se recusa a acreditar que Eric se suicidou. Quando Leah o procura, eles descobrem que ambos têm sonhos semelhantes que podem ter pistas do que realmente aconteceu a Eric. Enquanto tentam desvendar esse mistério, Matt e Leah se apaixonam e não querem correr o risco de perder um ao outro. Mas nem a vida nem um coração transplantado vem com garantias.

Que eu gosto dos livros da C.C. Hunter isso não é segredo para ninguém, a autora consegue misturar a realidade e o sobrenatural com maestria em seus livros, por isso me deparar com um livro contemporâneo que foca basicamente em uma situação que poderia realmente acontecer (não totalmente, mas grande parte dela) e que foi inspirada em uma experiência vivida pelo marido da autora torna tudo mais impressionante e diferente. Não existem palavras suficientes para descrever o que achei e senti sobre esse livro, mas eu juro que vou tentar, ok?!


Em Eu e Esse Meu Coração conhecemos Leah MacKenzie e Matt Kenner, duas histórias que se entrelaçam de uma maneira arrebatadora, para os personagens e para os leitores que irão se emocionar e se identificar com alguns aspectos da obra.

Leah MacKenzie é uma adolescente que luta para sobreviver a uma doença cardíaca devastadora que destruiu seu coração obrigando-a sobreviver com um coração artificial enquanto espera por um transplante que pode não acontecer a tempo, e embora ela já tenha perdido praticamente todas as esperanças e tenha ciência de que para que ela sobreviva alguém tem que morrer, ela também tem aquele fio de expectativa de vivenciar as experiências de uma adolescente saudável.  Além disso, temos vislumbres da esperança e expectativas por parte dos pais da protagonista que dão um toque um pouco mais dramático e realista a obra.

“Eu odeio pensar sobre o transplante, não porque eu ache que não vai acontecer, mas porque alguém tem que morrer para me dar a vida parece realmente errado, e é exatamente isso que meus pais e Brandy estão fazendo, estão sentados esperando alguém morrer”.

Matt Kenner pode ser considerado o oposto de Leah em muitos sentidos, mas ele também aprendeu da forma mais difícil a lidar com a perda e com o luto, pois enquanto sua família ainda se recuperava da perda do patriarca, seu irmão gêmeo Eric é encontrado baleado na beira da estrada, infelizmente ele não resiste ao ferimento e tem morte cerebral declarada pelos médicos, como forma de atender ao último desejo do irmão, a família decide pela doação de órgãos.

Eu poderia dizer que esse é apenas mais um livro clichê no qual os protagonistas se encontram por causa de situações adversas, mas isso não acontece aqui, eles já se conheciam anteriormente, mas a proximidade entre eles acontece em decorrência ao transplante de Leah que recebe o coração de Eric, são as consequências disso que levam a uma experiência que nenhum deles jamais ousou imaginar. Além disso, a autora detalha a experiência de muitos transplantados, que após a cirurgia relatam experimentar sentimentos e sensações que parecem ser de outra pessoa, bem como a importância da doação de orgãos.

Eu e Esse meu coração é uma lição de que devemos aproveitar a vida sem nos esquecermos do passado, pois ele nos levou ao que somos hoje, de que devemos viver o dia de hoje em sua totalidade aproveitando ao máximo, pois é nele que estamos e devemos ser gratos por isso, e que não devemos desistir quando as coisas estão ruins ou se está para baixo, muito pelo contrário, devemos fazer o melhor possível com o presente que nos é dado já que ele nos levará a um futuro promissor.

*Resenha feita com base na arc recebida da autora e postada originalmente por mim em 09/02/2018 (confira AQUI)

Livro: Eu e Esse Meu Coração
Autora: C.C. Hunter
Editora: Jangada
ISBN-13: 9788555391217
ISBN-10: 8555391210
Ano: 2018
Páginas: 424

8 comentários:

  1. Oi! Esse é mais um dos livros que eu sempre fico namorando, mas que ainda estou enrolando para ler. Me parece uma história muito sensível e que não deixa de dar aquele puxão no coração enquanto a leitura é feita. Toda vez que leio algum relato de transplantados sobre sensações que têm depois do transplante fico intrigada querendo saber como é possível sentir "algo que não é seu" e acho que ver isso em uma trama deve ser tão interessante quando esses relatos. Acho que vou acabar parando de fugir desse livro no próximo ano haha
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Eu acho a capa desse livro muito bonita e a premissa dele me interessa bastante. Adorei a sua resena, eu acredito que a leitura deva ser bem fluída para mim. Tramas assim sempre me despertam interesse e esse livro me atraiu de cara, espero poder ler em breve e gostar da leitura.

    ResponderExcluir
  3. Quando eu vi essa capa não fazia ideia sobre o que se tratava a obra, mas depois que descobri fiquei muito empolgada para ler. Adorei sua resenha, e que bom que não é só mais um clichê.
    beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Tinha visto essa capa mas não parei para saber exatamente do que se tratava esse texto. Pelo que pude perceber é uma trama comovente e muito reflexiva sobre a vida desses personagens.
    Fiquei bem curiosa para realizar a leitura.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  5. Nossa, Pat.
    Estava vendo divulgações desse livro pela internet, mas ainda não tinha me dado conta de que é da C. C. Hunter... Olha só!! Já quero!!!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  6. Oi, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia a autora e nem o livro, mas parece o tipo de livro que eu gosto de ler. O enredo parece ser clichê mesmo, mas pelo visto o livro é muito mais do que aparenta. Deu para ver que é um livro que traz mensagens e reflexões importantes, e achei ainda mais interessante por abordar a questão dos transplantes e da importância da doação de órgãos.
    Adorei a resenha e já anotei a dica. É um livro que eu com certeza vou querer ler em 2019.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Oi, tudo bem?
    Eu nunca li nada dessa autora, mas de cara fiquei animada com esse livro, pois a premissa está bem bacana e eu amei a capa.
    Parece ser uma obra bem desenvolvida e imagino que seja cheia de mensagens para o leitor.
    Enfim, gostei bastante de conferir sua resenha, vou marcar a dica.

    Beijos :*

    ResponderExcluir
  8. Olá, tudo bom?
    Nunca tinha ouvido falar desse livro e apesar da premissa não ter chamado minha atenção de cara, adorei muito as lições que o mesmo passa sobre a importância das experiências vividas, que nos tornam quem somos, mas sempre aproveitando o presente e a dádiva da vida. Anotei a dica, espero gostar tanto quanto você.
    Beijos!

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...