loja Lendo e Escrevendo: A Batalha dos Mortos (Rodrigo de Oliveira) #Resenha

segunda-feira, 5 de agosto de 2019

A Batalha dos Mortos (Rodrigo de Oliveira) #Resenha


Ano 2018. À passagem de um planeta próximo da órbita da Terra, o que era para ser um dia de festa...Pessoas do mundo inteiro prepararam-se para um espetáculo astronômico mas o evento se transforma num pesadelo. Um dia após à maior aproximação do planeta, um imenso calor sobrevêm e 2/3 de todas as pessoas do mundo transformam-se em zumbis.Em São José dos Campos, um grupo cria um centro de refugiados para milhares de pessoas não infectadas. Eles reuniram condições de sobrevivência com água, alimentos e criaram uma grande fortaleza. Agora dedicam-se a encontrar outros focos de resistência e ajudar peregrinos do grande apocalipse. Eles não sabem, mas essa pode ser a maior comunidade de vivos na face da Terra.No entanto, próximo a eles, uma outra resistência - perversa e potente - também cresce. Um grande Comando do Exército é tomado por criminosos do presidio de segurança máxima de Taubaté. Eles resistiram aos zumbis, escravizaram outros humanos e, fortemente armados, se tornam uma ameaça letal à comunidade vizinha.Uma batalha está para acontecer. Um cerco para salvar vidas. E em meio a isso, inúmeras histórias de pessoas vivendo em situações-limite, muito além da sua imaginação.A série mais original sobre zumbis desde "The Walking Dead"!

Aviso que esse livro pode conter cenas gatilhos para alguns leitores. Nele há violência física e sexual.

Essa resenha pode conter spoiler do primeiro volume de As Crônicas dos Mortos, O Vale dos Mortos. Já tem resenha dele aqui no blog. Para quem não sabe, essa série de livros foi escrita pelo brasileiro Rodrigo de Oliveira.

Depois do planeta Absinto ter passado mais próximo da Terra e no mesmo momento milhões de pessoas terem se transformado em zumbis, o mundo não foi mais o mesmo de antes. Com o mundo em caos, Ivan, Estela e seus companheiros lutaram bravamente para conseguir um local seguro para viverem. Foi uma batalha árdua, mas eles lutaram muito para fazer o Condomínio Colinas, um residencial em São José dos Campos, se tornar um local sem zumbis transformando-o em um verdadeiro lar para todos que conseguiram salvar. Quantos mais pessoas vivas, menos um zumbi no mundo.


Enquanto Ivan e companhia reconstruíam um lar, um outro grupo de sobreviventes também lutava para manter seu local seguro, porém esse grupo não se importava com as pessoas que faziam parte dele, contanto que trabalhassem como escravos. Localizava-se base do exército em Taubaté, onde criminosos que fugiram do presídio, fizeram dali seu refúgio e qualquer pessoa fora desse círculo era considerada um mero peão para manter o local funcionando.

“Canino seguiu os gritos e foi se dando conta de que Emmanuel não apenas gritava, mas batia em alguém. Aquela era a forma dele de resolver os problemas.”

Homens, mulheres e crianças eram forçados a trabalhar em plantações ou o que lhe mandassem fazer. O local era um verdadeiro inferno e o próprio diabo se chamava Emmanuel. No entanto, uma pessoa não aceitava sua condição: Isabel. Ela conseguiu bolar um plano de fuga com alguns amigos e quem sabe ao sair conseguisse arranjar ajuda para salvar os que ficaram o quartel. Será que Isabel vai conseguir salvar os outros?

“Então, a transmissão foi cortada. Tudo ficou silencioso. Nenhum grito, súplica ou palavra. Absolutamente nada, apenas Isabel gritando, em vão, o nome da irmã.”

Isabel é uma personagem bastante peculiar, pois ela traz um passado bastante interessante e cria uma nova vertente para a história. Ela se torna uma peça importante para criar um ambiente para o próximo livro. Não direi mais nada sobre isso, acredito que a surpresa ao ler será bem melhor.

Em A Batalha dos Mortos, temos uma história mais recheada e cheia de novas tramas para deixar o leitor bastante agitado e intrigado por esse enredo. Rodrigo de Oliveira continua com uma história que agita nossa cabeça e deixa nosso sangue ferver com tantos zumbis e tantos homens que só querem fazer o mal aos outros. Não há para onde escapar!

Ao terminar esse livro só posso afirmar: que livro mais empolgante!!! Mal consigo acreditar o quanto esse foi melhor do que o primeiro. Com a nova personagem Isabel, A Batalha dos Mortos tomou um rumo bem diferente, pois foi algo que eu realmente não esperava e que acabei gostando bastante. Confesso que estou mais do que curiosa para saber o que vem na sequência. O próximo volume, A Senhora dos Mortos, vai nos trazer uma verdadeira reviravolta dos acontecimentos e eu prevejo muito mais sangue e sofrimento.

Continuo recomendo a leitura para os fãs de zumbis, principalmente com os novos acontecimentos que virão.

Livro: A Batalha dos Mortos
As Crônicas dos Mortos – vol. 02
Autor: Rodrigo de Oliveira
Editora: Faro Editorial
ISBN-13: 9788562409226
ISBN-10: 8562409227
Ano: 2014
Páginas: 312
Resenha escrita pela colunista Cris para o Lendo e Escrevendo

7 comentários:

  1. Oi, Pah.
    Sempre leio ótimos comentários sobre essa série e ficaria muito feliz se um dia eu desse conta de ler ela inteira! Sei que são muitos livros, então fico sempre adiando. Por enquanto estou numa fase de livros policiais e romances de época, mas quando conseguir um tempinho, quero fazer uma maratona dessa série! Rs...
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  2. Olá, Pah.

    Os livros do Rodrigo são assim, suas continuações vão amadurecendo mais e mais, é um livro melhor do que o outro!
    Eu finalizei essa saga recentemente e amei, o desfecho dela foi incrível, mas confesso que mesmo tendo terminado recentemente, já estou com saudade dos personagens e da história.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Pah!
    Eu não sou muito fã de livros de zumbis, mas essa série me chama muito a atenção. Assim que eu conseguir quero poder ler todos os livros. Nesse momento tô tentando diminuir a minha lista de leitura, mas assim que der uma desafogada irei lê-los com certeza.

    Beijos.

    Books and Movies
    www.booksandmovies.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu venho tentando apostar no gênero terror, mas confesso que não estou me saindo muito bem.rsrs Sempre que leio uma história cheia de sangue e mortes acabo tendo pesadelos horríveis. E nunca sequer me dei bem com filmes e livros sobre zumbis, costumam ser os seres sobrenaturais que mais me assustam, portanto, não existe muita chance de eu vir a ler a série.

    Mas gostei muito da premissa da história e ao que parece não são os zumbis os seres mais perversos da história e sim os fugitivos do presídio e esse demônio do Emmanuel, que só querem fazer os outros humanos sofrerem. Dá para perceber que é um livro forte, mas deve agradar bastante os fãs do gênero.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  5. Oi, acho super interessante a trama ser ambientada no nosso país. Ainda não sabia o que acontecia nesse volume mas fiquei bem curiosa com esses dois grupos diferentes e com o plano de fuga. Certamente lerei esse livro e os demais da série quando puder.

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom?
    Não conhecia essa série, mas curti muito saber que o segundo volume conseguiu superar em muito o primeiro, cheia de novas tramas que envolvem o leitor e o prendem até o final. Também achei bem bacana a inserção dessa personagem que tanto agregou ao ritmo e ao enredo da trama. Dica mais que anotada! Espero poder conferir os dois primeiros livros dessa série em breve.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?

    Eu gosto muito da escrita do Rodrigo e essa série é incrível, li muito rápido..pois os livros são super envolventes e também curto muito ambientação pós-apocalíptica, isso ajudou bastante.
    Abraço!

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...