loja Lendo e Escrevendo: Lançamentos | Faro Editorial – Outubro

sábado, 10 de outubro de 2020

Lançamentos | Faro Editorial – Outubro



Reta final de 2020 e a Faro Editorial segue arrasando nos lançamentos, prepare-se para aumentar a lista de desejados.

Era só mais uma lenda urbana, uma espécie de rito de passagem para os alunos do segundo ano da Escola Preparatória Westmontt. Tudo o que você deveria fazer era seguir as coordenadas, manter sua vela acesa e torcer para não se deparar com o Homem do Espelho. Até que no verão de 2019 algo deu errado. Sete alunos estavam na floresta, mas somente cinco sobreviveram àquela noite. E agora, apenas dois estão vivos e sabem o que realmente aconteceu...

Tudo parecia solucionado para a polícia e a direção do colégio. Dois jovens foram brutalmente assassinados numa espécie de iniciação entre estudantes do segundo ano, e ao que tudo indicava, o culpado era um dos professores do colégio, que tentou suicídio e agora jazia vegetando num hospital psiquiátrico.

Mas para a jornalista investigativa Ryder Hillier alguma peça estava faltando e ela queria descobrir, além do desejo de esfregar na cara de Mack Carter, um jornalista engomadinho que roubou a história dela e agora tinha toda a atenção da mídia com seu podcast. Até que um fato os coloca juntos na trilha de um dos sobreviventes daquela fatídica noite: Ryder e Mack encontram o garoto morto, próximo ao lugar da tragédia. Afinal por que esses adolescentes estão voltando ao local onde tudo aconteceu e tirando suas vidas?

É essa dúvida que vai levar até a pequena cidade Rory Moore, acompanhada de seu parceiro Lane Philips, vão buscar as peças que faltam nesse quebra-cabeças, e se envolvem numa história sombria, cheia de segredos, mortes e suspeitos. E, da pior maneira, vão descobrir que não podem ficar sozinhos, nem um minuto sequer!


Nesta edição da Faro Editorial, você terá a chance de revisitar asteroides, planetas e baobás, encontrar uma certa raposa e admirar uma rosa muito especial. Escrito há mais de 70 anos, este livro é um dos favoritos de todos os apaixonados por literatura. E, até quem não tem o hábito de leitura, se encanta pela doçura do pequeno príncipe.

Ilustrado com as aquarelas do autor, a obra narra a amizade entre um piloto perdido no deserto e seu amigo inesperado, o pequeno príncipe. Seja esta a sua primeira leitura ou se já perdeu as contas de quantas vezes leu a história: prepare-se para se emocionar.

 

Uma das maiores escritoras negras do Brasil, a primeira e ter reconhecimento nacional ainda em vida de sua obra; cronista, jornalista, romancista, contista e tradutora Ruth Guimarães será publicada pela Faro Editorial a partir deste mês: “Contos negros” e “Contos índios”.

Os contos presentes nestes livros foram extraídos unicamente da tradição oral dos povos do Vale do Paraíba, no encontro entre três estados, Rio de Janeiro, São Paulo e Minas Gerais. A autora seguiu, na produção desses textos, técnicas de coleta folclórica que aprendeu com o professor, Mário de Andrade, entre os anos de 1942 e 1944.

Autora de mais de 50 publicações entre ensaios folclóricos, romance, contos, traduções, crônicas e reportagens, também atuou como professora que formou várias gerações. Era membro da Academia Paulista de Letras e cultivou grandes amizades ao longo de sua história, entre eles Érico Veríssimo, um fã declarado de suas crônicas e o primeiro a aclamar a obra “Água Funda”, publicado em 1946. Ruth Guimarães teve trajetória marcada não só pela literatura, com as 51 obras que publicou, entre ensaios folclóricos, romance, contos, traduções, crônicas e reportagens, mas também como professora que formou gerações.

Entre seus alunos se destacam escritores como Severino Antônio e Regis Morais, e médicos como Aurelino Ferreira Júnior. Uma autora brasileira que merece ser celebrada, e que mantém seu legado vivo entre nós. Sua trajetória de pesquisadora da cultura popular e do folclore, associada a uma intensa produção erudita no campo da tradução e da crítica literária, a colocam no cenário dos grandes intelectuais brasileiros. A coleção ainda conta com dois outros livros que serão lançados no próximo ano: Contos entre o Céu e a Terra e Contos de Encantamento.


Sobre “Contos negros”

Ruth Guimarães soube reter da palavra contada sabedoria e continuidade: a ancestralidade viva, que atravessa territórios, corpos e histórias. Buscou essas histórias, recolheu-as, recantou-as, nos ofertando o prazer da escuta, esta chave de mil portas. De sua pesquisa e procura muitos caminhos se abrem e todos se cruzam, revelando uma rede de variados fios num tecido comum, num manto colorido. Neste livro encontramos paisagens, sínteses e imaginários que dão trilha à cultura popular brasileira, profundamente negra, em suas recriações e remodelagens do cristianismo sincrético e familiar; no jogo das transfigurações de corpo homem-mulher-animal; no idioma das águas doces ou salsas, de mina ou cachoeira. Em Contos Negros, África, como ela diz, é matéria universal, e flui. Fernanda R. Miranda–Estudiosa da obra de Ruth Guimarães

Sobre “Contos índios”

Este importante livro da saudosa Ruth Guimarães é um documento essencial para não esquecermos nossas próprias origens ancestrais. Creio, aliás, que este é um dos principais motivos pelo qual se escrevem livros: para não nos permitirmos esquecer o passado e, consequentemente, nosso pertencimento a um mundo em transformação. As histórias indígenas devem ser lidas com o coração. A cabeça não consegue chegar onde os sentimentos chegam. A cabeça costuma fazer juízos de valor; o coração apenas sente porque se abre ao mistério de existir. Daniel Mundukuru - professor e escritor indígena.

“Fake Brazil - A epidemia de falsas verdades” é o novo livro do jornalista e escritor Guilherme Fiuza. Recheado de sarcasmo e críticas políticas e sociais, levanta um debate sobre a nossa realidade e provoca os leitores a pensar sobre as mentiras oficiais e a quem interessam.

Atravessando as atuais decisões do STF, do Senado, da Câmara dos deputados, as decisões em tempos de pandemia, a divisão partidária que tomou conta do país, e claro, as famosas e grandes fake news, o autor traz todos os personagens dessa comédia "brazileira", e apresenta uma visão dos fatos por trás delas, mas que estão marcas em nossa história.

Fake news —é tudo aquilo que os Senhores da Verdade não querem que você fale.

Atravessando essas páginas, você poderá tirar suas conclusões de quem é quem nesse estranho baile de máscaras. E vai descobrir que realmente as palavras de Cazuza traduzem a essência do nosso país, afinal, não nos convidaram pra essa festa armada para nos convencer.

3 comentários:

  1. Olá!

    Fiquei com vontade de ler o Contos Negros e Contos Índios.

    Até mais,

    Samantha Monteiro
    Degrau de Letras
    https://degraudeletras.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Pah.
    Já recebi aqui meu exemplar de Nunca Saia Sozinho e já quero começar a ler!!
    Estou interessada também em Fake Brasil! Vou colocar na minha lista de desejos!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  3. oi, gostei dos novos lançamentos. Já coloquei na minha listas "Nunca saia sozinho"
    Bjs!
    https://deliriosdeumaliteraria.blogspot.com/

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...