loja Lendo e Escrevendo: Lançamentos | Faro Editorial - Julho de 2021

quinta-feira, 1 de julho de 2021

Lançamentos | Faro Editorial - Julho de 2021

Julho mal começou e já está recheado de lançamentos, bora conferir as novidades que a Faro Editorial preparou para esse mês?

Não sou uma boa garota, de Jessie Ann Foley

Quando tudo está contra você, é hora de fazer algo diferente.

Mia Dempsey tem 17 anos, é inteligente, durona, engraçada, mas muitos a veem como uma garota problema! Péssimas notas na escola, bebida alcoólica em excesso, e, num ataque de raiva, resolve dar um soco na madrasta… Essa foi a gota d’água. Mia sabe que passou dos limites, mas nunca imaginou que seu pai tomaria medidas tão drásticas: ela é enviada para um internato distante de qualquer lugar civilizado.

Agora, perdida entre dor e revolta, Mia se vê obrigada a olhar para o passado e entender por que fez escolhas tão devastadoras. Esse é o ponto de virada!

Ao lado de outras garotas-problema, Mia precisa descobrir o que a estimula à autodestruição, antes que seja tarde. Para isso, terá de lidar com algo que escondeu de todos, um evento que simplesmente tentou esquecer e pode estar por trás de tudo que enfrenta agora.

Palavras Interrompidas, de Marcos DeBrito

Um suspense INTENSO e com incríveis reviravoltas!

O corpo de uma jovem foi encontrado na praia. Carlos é chamado para identificar. É a sua filha, mas ele não a reconhece. Os cabelos tingidos de preto e a estranha tatuagem no ombro mostram que Fernanda não se parecia com a menina alegre de quem ele se lembrava. Ao reparar que em seu braço havia indícios de violência, o pai em luto começa uma busca incansável pelo culpado.

Enquanto procura por respostas, Carlos se depara com segredos que a filha escondia, e sua investigação o leva a conhecer uma enigmática figura que promete ajudá-lo a encontrar o responsável pela morte de Fernanda, mas

não sem antes pedir algo precioso em troca. O que um pai é capaz de fazer para descobrir a verdade? Errar, culpar, matar outras pessoas?

Enquanto a mente procura se adaptar à perda, seu coração bombeia o ódio e alimenta um desejo incontrolável por vingança. A busca pelo reparo torna-se um vício, e — com o julgamento nublado — não olha para nada além do caminho em que, imagina, encontrará a paz.

A garota vampira – Vambizomem, de Steven Banks

Tom se transformou em um vambizomem depois de levar três mordidas num período de 24 horas, e agora precisa enfrentar todos os desafios de ser um vampiro, um lobisomem e um zumbi. TUDO AO MESMO TEMPO!

Não bastasse a apreensão nas noites de lua cheia e descobrir como se transformar em morcego, acrescente aí os problemas de todo adolescente. Enquanto sua irmã mais velha não passa um dia sem tentar irritá-lo, seu melhor amigo acha os novos “dons” de Tom incríveis. Incentivado por uma colega da escola, Tom entra em uma banda, mas o surgimento de uma pequena vampira pode bagunçar (mais uma vez) a sua vida! Do roteirista de Bob Esponja, uma nova série para gargalhar e se arrepiar!

Entre mundos, de Rodrido de Oliveira e Pedro Ivo

E se você pudesse falar com os mortos?

Juntando peças de diversos equipamentos, Rubens, um engenheiro eletrônico bastante criativo, criou um protótipo de smartphone. Ao ligar, ele capta vozes estranhas como se fossem ondas de rádio, até notar algumas falas bastante perturbadoras… É quando percebe que seu invento ultrapassou as fronteiras entre vivos e mortos. O aparelho faz uma ponte com o além.

Rubens então reúne amigos e decide explorar o invento – afinal, quem não gostaria de contatar com algum ente querido que se foi? Se aperfeiçoado, o aparelho pode torná-los milionários. Mas quem disse que o controle das comunicações estaria nas mãos dos vivos?

O grupo se vê encurralado quando as mensagens agradáveis dão lugar a um contato agressivo, perigoso, vindo de seres inconcebíveis para a mente humana. Como se tivesse aberto uma espécie de portal, aquele que seria a invenção do século começa a promover um caos nas vidas do grupo, sinalizando o seu poder destruidor.

AVGVSTO, de Allan Massie

Partindo dos registros das memórias de Augusto, descobertos na restauração de um mosteiro na Macedônia, Allan Massie recria o imperador na velhice, apresentando sua própria trajetória. Assim, por meio de uma narrativa literária perspicaz, Massie converte a obra em uma autobiografia, fazendo surgir, das páginas da história e da ficção, o homem astuto, implacável, mas também generoso e digno de admiração.

Augusto abrange duas fases de períodos diferentes da vida do imperador e que também estão presentes nas memórias originais. A primeira parte traz um imperador confiante, vigoroso e dono de triunfos. Na segunda, a atmosfera sofre uma transformação radical. São memórias introspectivas de um homem sobre a própria existência e feitos, nas quais analisa o sentido da vida e demonstra temor pela segurança do império que construiu.

Marco Antônio e Cleópatra, de Allan Massie

O casal mais célebre do Império Romano, Marco Antônio e Cleópatra são os personagens centrais deste romance escrito por Allan Massie.

Contado em forma de autobiografia, o autor dá voz a um dos personagens mais controversos da literatura.

À beira da ruína, Marco Antônio revive sua luta contra Otaviano – o futuro imperador Augusto – pelo controle do Império Romano após o assassinato de César; sua paixão avassaladora por Cleópatra e sua obsessão pela conquista do Oriente.

Um romance histórico baseado por inúmeros relatos e registros da época, que versa sobre ambição, desejos, paixão e coragem.

Teorias Cínicas, de Helen Pluckrose e James Lindsay

Como a academia e o ativismo tornam raça, gênero e identidade o centro de tudo e por que isso prejudica todos.

Você já ouviu falar que a ciência é sexista? Ou que certas pessoas não devem praticar ioga ou cozinhar comida chinesa? Ou ouviram que ser obeso é saudável, que não existe tal coisa como sexo biológico, ou que apenas brancos podem ser racistas?

VOCÊ ESTÁ CONFUSO COM ESSAS IDEIAS E SE PERGUNTA COMO ELAS CONSEGUIRAM DESAFIAR A PRÓPRIA LÓGICA?

Neste livro, Helen Pluckrose e James Lindsay documentam a evolução dessas ideias, de suas origens grosseiras no pós-modernismo francês para seu refinamento dentro de campos acadêmicos militantes.

Os autores alertam que a proliferação desenfreada dessas crenças anti-iluministas representa uma ameaça não apenas para a democracia liberal, mas também para a própria modernidade.

Embora reconheçam a necessidade de desafiar o conceito de que não vivemos numa sociedade totalmente justa, Pluckrose e Lindsay analisam como tantos estudos ativistas, frequentemente radicais, prejudicam justamente os grupos que afirmam defender.


Um comentário:

  1. Os lançamentos desse mês estão ótimos e estou bem animada para ler vários deles!!
    Beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...