loja Lendo e Escrevendo: E se fosse verdade? | Vi Keeland e Penelope Ward #Resenha

quinta-feira, 21 de julho de 2022

E se fosse verdade? | Vi Keeland e Penelope Ward #Resenha

Encontrar um bom colega de casa pelos classificados não é tão fácil quanto parece. Eu estava começando a perder a esperança. Até alguém bater na minha porta e Deus ouvir minhas preces.

Só que… ãh… prece errada, Deus.

Eu realmente tinha pedido mais de uma vez para o cara lá de cima encontrar um homem lindo de morrer para mim… só que não como meu colega de casa. Por mais que ele fosse divertido e carismático, eu não ficaria confortável morando com um homem, então eu lamentavelmente recusei. Mas aí apareceram cupcakes na minha porta ― recém-feitos por Declan e tão deliciosamente pecaminosos quanto ele. Pode-se dizer que ele era persistente.

Em certo momento, cedi. Não tinha outro candidato viável, de qualquer forma. Além do mais, eu estava interessada em outra pessoa. E Declan, em outra mulher. Portanto, nada aconteceria no quesito romance. Quando ele se mudou, nos tornamos melhores amigos. Até começamos a dar conselhos um para o outro sobre como fazer nossos crushes prestarem atenção em nós.

Eventualmente, Declan teve uma ideia: deveríamos fingir sermos um casal para deixar nossos interesses amorosos com ciúme. Fiquei hesitante, porém concordei, mesmo assim. Para minha surpresa, seu plano maluco deu certo. Agora eu estava saindo com o suposto homem dos meus sonhos, e o meu melhor amigo, com a mulher dos sonhos dele.

Mas havia um problema.

Eu não conseguia parar de pensar em Declan.

Sabe aqueles sentimentos que estávamos tentando fingir?

Pois é… Eu não estava mais fingindo.

Com uma lista de pré-requisitos para alugar um quarto e compartilhar sua casa, Molly está tendo problemas para achar alguém para ocupar o lugar, as coisas mudam um pouco quando Declan se candidata a vaga, apesar de charmoso e simpático, e acima de tudo, de atender boa parte dos requisitos dela, há uma rejeição inicial, afinal ela estava procurando uma mulher para alugar o local. As coisas mudam mais ainda, quando ele é a pessoa mais próxima do normal (segundo ela) dentre todos os entrevistados. Conquistada pelo carisma do rapaz e pelos dotes culinários dele, Molly dá o braço a torcer e finalmente arranja alguém para ocupar o lugar.

O acordo de locação parecia simples e apesar da atração física, nenhum sinal de interesse amoroso era existente (cada um com seus respectivos interesses), mas será que a convivência irá mudar a relação deles e transformar em algo mais?

Ela série e um tanto metódica, ele mais descontraído, pouco a pouco, Molly e Declan vão se relacionando e conhecendo mais um do outro, ambos têm problemas e assuntos familiares ‘complicados’, e encontram um no outro uma amizade e suporte que vai evoluindo, ao mesmo tempo, são independentes e decididos, são personagens que sabem bem o que querem e quando querem.

‘E se fosse verdade?’ é uma leitura rápida e envolvente que vai agradar em cheio os fãs das autoras e aqueles que procuram um romance emocionante e gostoso de ler. Além disso, não temos um relacionamento que acontece muito rápido e nem daqueles que demoram horrores a acontecer, as coisas acontecem no devido tempo nesse livro.

No mais, o livro aborda alguns temas que farão os leitores refletirem sobre o que leram ao mesmo tempo em que aproveitam uma boa leitura.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...