Um amor nada tradicional | Heidi Shertok #Resenha

 


Atrevida, debochada e incrivelmente divertida. Penina está chegando aos 30 anos solteira e com um diagnóstico de infertilidade, o que reduz drasticamente suas esperanças de encontrar um homem para compartilhar uma vida a dois. Mas sua vida vira de cabeça para baixo quando a irmã, Libby, está prestes a perder a casa por causa das dívidas do marido. Penina decide ajudar e aceita se casar de mentira com um judeu ortodoxo que é gay e precisa de um casamento de fachada. Eis que o destino embaralha novamente o jogo e põe à sua frente Sam Kleinfeld: um homem rude, sexy, irresistível... e seu chefe! Agora ela terá que escolher entre o dever e o desejo, em uma história divertida, cheia de encontros desastrosos, cenas hilárias e emocionantes reviravoltas. Um romance repleto de encontros terríveis, situações inesperadas e uma dose generosa de paixão proibida.

 

Com uma premissa que chama a atenção e uma premissa que promete uma leitura envolvente, “Um amor nada tradicional” apresenta uma leitura bem interessante, recheada de drama familiar, cenas engraçadas e um romance gostoso de acompanhar.

Penina, tem quase 30 anos, é judia ortodoxa e está solteira apesar dos esforços de uma casamenteira empenhada em encontrar um marido para ela, o que não seria muito difícil, não fosse o diagnóstico de infertilidade recebido anos antes. Cansada das situações terríveis, desastrosas e inesperadas nas quais ela se envolve sempre que consegue um novo encontro, ela decide desistir da vida amorosa que é inexistente. Além disso, ela ainda tem que lidar com as questões familiares de uma família muuuuuuito tradicional e é ai que as coisas se complicam.

Disposta a ajudar a irmã que está prestes a perder a casa por causa de dívidas do marido, Penina aceita um casamento de fachada com um judeu ortodoxo que é gay e que também precisa lidar com uma série de questões ligadas à família e as expectativas da religião de ambos... Ao mesmo tempo, ela terá que lidar com a tensão crescente com Sam Kleinfeld, seu chefe... preciso dizer que as coisas vão se complicar bastante antes de melhorar?!

Em meio a vários altos e baixos, a autora apresenta uma pequena visão da cultura judaica e deve agradar bastante os leitores que procuram livros que apresentem representações que fogem do que normalmente lemos e apresentam novas culturas. Além disso, o romance também foge do que normalmente encontramos no gênero, infelizmente a leitura não funcionou completamente para mim, e tenho algumas ressalvas em relação à família da protagonista que me deu nos nervos em diversos momentos, entendo toda a questão envolvida no relacionamento deles, mas alguns pontos não funcionaram pra mim.

No mais, apesar disso, acho que a leitura irá agradar bastante os leitores que procuram leituras com diferentes culturas, uma vibe de sessão da tarde e uma escrita envolvente.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Se Chegou até aqui que tal comentar?!


Sua opinião é importante, assim sei o que está achando. Além disso, comentários são bem vindos, mas seja educado ;)

- AVISO: O blog NÃO disponibiliza livros para download, e NÃO permite comentários que contenham links para essa finalidade.

Bookhalic assumida, seu amor pelos livros me levou a criar o blog Lendo e Escrevendo, há alguns anos. Minha paixão por eles me fez continuar. No blog e redes sociais você encontrará muitas novidades, resenhas, fotos e vídeos sobre o mundo literário.

Procurando algo?

Caixa de Busca

Destaque

Appa, o bisão voador de "Avatar", chegou ao Brasil

A Netflix divulgou ontem (21/02) uma ação promocional para o lançamento da série “ Avatar: O Último Mestre do Ar ”.   O serviço de stre...

Facebook

@pah_lendoescrevendo

Seguidores

Siga no Twitter

Em breve

@daspaginaspraspanelas

em breve

Novidades

Em breve

newsletter

Skoob

Posts Populares

Tecnologia do Blogger.

Protegido

Protegido